Close sidebar
Sair do conteúdo
o que é google ads
Categories:

O que é Google Ads?

O Google Ads ou Google Adwords, como era o antigo nome da plataforma de publicidade do Google, vem revolucionando a forma como as empresas e empresários apresentam os seus produtos e serviços.

Sabe quando precisamos de uma informação, seja de um telefone ou um lugar, onde fazemos a pesquisa? A resposta para a imensa maioria das pessoas é: no Google!

Os números da gigante da internet são impressionantes. Estima-se que sejam realizadas 2,3 milhões de buscas por minuto, em um só dia, no Google.

A plataforma é tão poderosa que, hoje, é impossível abrir mão de seus recursos. Entre eles, é importante entender o que é o Google Ads, ferramenta de publicidade digital que, diferentemente das redes sociais, se apresenta na hora certa, para oferecer a informação que o usuário necessita.

Afinal, o que é o Google Ads?

Nascido com o nome de Google Adwords em outubro de 2000, no ano de 2018 perdeu 4 letras e passou a ser conhecido como Google Ads.

Ao longo dos anos, como era de se esperar, a ferramenta passou por muitas mudanças, sempre acompanhando a evolução da própria internet e as preferências dos usuários.

Atualmente, os resultados dos anúncios do Google Ads aparecem no topo da página, sendo 4 anúncios acima do resultado orgânico.

De modo simplificado, para você saber o que é o Google Ads, trata-se de uma plataforma de publicidade onde anúncios são exibidos em forma de links patrocinados sempre que alguém realiza uma pesquisa com a palavra-chave adotada na publicidade.

Nesse sistema, os anunciantes fazem lances para as palavras-chave de seu interesse, de modo que seus anúncios (clicáveis) apareçam com destaque no resultado do maior site de busca do planeta.

Além do link da pesquisa, que tem a aparência normal do resultado de busca orgânico – apenas com a indicação de uma espécie de etiqueta onde está escrito “anúncio”, antecedendo o link -, também é possível utilizar outros formatos, como banners e vídeos, em sites de parceiros do Google.

Desde 2016, existe a possibilidade do anúncio estendido. Maiores do que o padrão anterior, o novo modelo possui 2 títulos com 30 caracteres e uma terceira linha com espaço para até 80 caracteres. Ele também é responsivo, podendo ser usado tanto para desktop, quanto para mobile.

O resultado de busca feita pelo smartphone oferece a possibilidade de mostrar preços de produtos ou serviços, antes que o usuário clique no anúncio. Desde que o anúncio estiver na primeira posição do resultado de busca – daremos mais detalhes sobre esse item ainda neste artigo.

Em relação à possibilidade de exibir preços de produtos e/ou serviços, é importante destacar que a atualização dos valores é de responsabilidade do anunciante – evitando divergência de preços no anúncio e no site.

Uma vez que as empresas anunciantes pagam por esses cliques, o Google lucra com esse serviço de pesquisa – aliás, essa é sua maior fonte de receita.

Mas para quem anuncia, também é uma excelente maneira de se destacar na imensa vitrine que é a internet.

Por que anunciar no Google Ads?

Agora que já sabemos o que é o Google Ads, é importante entender os motivos que o tornam essencial em uma estratégia digital.

1. Direcionar tráfego qualificado para seu site

O Google Ads é uma forma efetiva de fazer com que o anúncio chegue à pessoa no momento em que ela está procurando algo de seu interesse. Dessa forma, o Google ajuda a aumentar o tráfego do seu site, levando leads mais qualificados.

Ele, também, mostra em que estágio do funil de vendas encontra-se o lead. Vamos exemplificar: se uma pessoa faz uma busca por “software de automação em marketing digital”, tudo indica que ela deseja encontrar uma solução para facilitar seu trabalho. Mas se digitar “dicas de automação em marketing digital”, provavelmente ela ainda está no estágio inicial do processo de compra e precisará de mais informações antes de optar pela compra.

Com esses dados, é possível criar conteúdos diferenciados para leads que estão em todas as etapas, nutrindo-os até que estejam prontos para transformarem-se em clientes.

2. Agilizar os resultados

Com o Google Ads, sua campanha começa a atrair novos visitantes qualificados para suas páginas de modo bem rápido. E, obviamente, esse benefício é essencial para qualquer negócio.

3. Segmentar a exibição dos anúncios

Para potencializar os resultados, é possível usar diversas segmentações. Exemplos:

  • Palavras-chave;
  • Público-alvo (persona);
  • Idade, local, idioma;
  • Dias, horários e frequência;
  • Dispositivos (computador, smartphone, etc);
  • Onde será exibido o anúncio – mecanismos de pesquisas, sites, etc;
  • Tópicos e canais – a partir do tópico escolhido, o anúncio é exibido em sites sobre o tema.

4. Descobrir o real potencial das palavras-chave

Os anúncios do Google também são uma excelente ferramenta para testar a taxa de conversão das palavras-chave relevantes para sua empresa. Talvez a palavra-chave que gera maior busca não seja a mesma que se transforma em leads ou, ainda, uma keyword tida como relevante pode se mostrar menos importante.

Ajustar as escolha das palavras-chave é uma grande vantagem, permitindo melhorar toda a estratégia de marketing digital, melhorando seu ranking do Google e aprimorar as técnicas de SEO – potencializando o posicionamento orgânico.

5. Controlar investimento e avaliar ROI

É possível estipular quanto será gasto por mês ou por dia, sem ter surpresas com o valor investido. Também oferece dados que permitem avaliar o retorno sobre o investimento (ROI), sendo uma mídia relativamente barata e acessível.

Dica de leitura: 7 estratégias para otimizar o ROI em campanhas de mídias pagas

6. Otimizar fluxo de conversão

O Google Ads pode ser usado para experimentação, visando aprimorar o fluxo de conversão. O que funciona melhor, a partir de uma mesma palavra-chave: levar o usuário para uma Landing Page de um conteúdo rico ou para um artigo bem elaborado sobre o mesmo assunto?

Muita vezes, somente testes darão a resposta certa. E links patrocinados podem ser um bom investimento para acelerar o processo e gerar maiores resultados.

Sabendo o que é o Google Ads e aproveitando as vantagens acima, o investimentos em anúncios vão agregar valor à sua estratégia digital.

Quais os tipos de Google Ads?

Para ter uma visão completa sobre o que é o Google Ads, é preciso entender a diferença entre o Google Ads Expert e o Google Ads Express, os dois tipos que existem.

O Expert (Google Ads) é a ferramenta tradicional e mais avançada. Com ele, é fácil obter relatórios de diversos formatos, como o número de impressões (número de vezes que o anúncio foi exibido); exclusão de IPs que não devem ter acesso ao anúncio; uso de sitelinks, direcionando para páginas específicas, etc.

Pelo Expert é possível, ainda, utilizar o remarketing , técnica que consiste em identificar quem visita seu site, mostrando seu anúncio, quando esse visitante entrar em sites parceiros do Google.

Já o Google Ads Express é a versão simplificada, mais intuitiva e rápida, permitindo que pessoas que ainda não dominam a ferramenta avançada possam criar anúncios.

Nessa segunda versão não é obrigatório criar um website. Basta um telefone de contato para criar um anúncio e gerar conversões.

As principais diferenças entre as duas opções são:

  1. Complexidade da plataforma: o Expert é uma ferramenta mais completa e complexa, permitindo segmentações e cobranças diferenciadas, enquanto o Express tem funcionalidades limitadas, mas que atendem às empresas de pequeno porte;
  2. Abrangência da localidade: anúncios criados com a plataforma Express têm apenas alcance regional, com uma limitação de 65 km do endereço cadastrado da empresa;
  3. Pré-requisitos para fazer o anúncio: sendo mais completa, a ferramenta Expert exige informações mais avançadas da empresa, entre elas, um site.

Claro que o Google Ads Expert é mais completo e oferece mais benefícios do que o Express, mas para empresas que estão iniciando e ainda não puderam criar um site ou não possuem experiência com anúncios online, o Google Ads Express é um bom começo para se destacar no Google e conquistar bons negócios.

Como escolher as palavras-chave?

Sabendo o que é o Google Ads e de que modo ele pode colaborar com seus negócios, vale frisar que o primeiro passo para seu investimento e retorno ser certeiro, é escolher bem as palavras-chave relacionadas aos seus produtos e serviços.

Para isso, usar o Planejador de palavras-chave do Google Ads, o Google Ad Planner, é uma boa alternativa, mas só pode ser utilizado quando você criar uma campanha.

Após acessar sua conta no Google Ads, faça sua pesquisa. Pense em palavras que sua persona pode usar para buscar seus serviços/produtos, defina as localidades onde pretende realizar a consulta e obtenha sugestões.

O Google Ad Planner vai indicar 3 informações relevantes para as palavras apresentadas: média de pesquisas mensais nos últimos 12 meses; concorrência, quanto maior, mais caro o CPC e mais difícil aparecer nas primeiras posições; lance sugerido, calculado a partir dos custos por clique (CPCs).

Para saber como escolher as melhores palavras-chave para seu anúncio, leia: 

Pesquisas de palavra-chave: veja ferramentas que te ajudarão a fazê-la!

Quanto custa anunciar?

Chegou o momento de entender como anunciar no Google Ads e como ele determina a posição dos anúncios.

Toda vez que é feita uma pesquisa, há um processo para saber quais anúncios serão exibidos e em qual ordem.

É o chamado leilão de anúncios e envolve o Custo por Clique (CPC) e o Índice de Qualidade – anúncios considerados relevantes para o público-alvo e com uma landing page que converta bem. Resumindo é assim:

  1. A pessoa faz uma busca e o sistema do Google Ads encontra os anúncios cujas palavras-chave correspondem à pesquisa;
  2. O sistema ignora todos aqueles que não são qualificados – reprovados ou segmentados para um país diferente, por exemplo;
  3. Dos anúncios restantes, só os que têm uma classificação suficientemente elevada são exibidos – a classificação de anúncio combina seu lance com o Índice de Qualidade.

Já sabemos o que é o Google Ads e o Índice de Qualidade. Vamos, então, entender os sistemas de cobrança da plataforma.

  • Custo por Clique (CPC): neste caso, a empresa paga pelo número de cliques no anúncio;
  • Custo por Mil (CPM): cobrança será feita quando o anúncio atingir mil impressões (visualizações);
  • Custo por Aquisição (CPA): valor será cobrado apenas quando o lead converter. É um pouco mais caro, porém, efetivo.
  • Custo por visualização (CPV): refere-se ao valor pago pela empresa para cada visualização de campanhas em vídeo.

A escolha da cobrança ideal depende de vários fatores, sendo preciso definir aquela que melhor atenderá seus objetivos e budget.

Como usar Google Ads grátis?

Criada com o intuito de colaborar com instituições sem fins lucrativos, como ONGs, o Google Ad Grants oferece publicidade online gratuita, exibindo anúncios para pessoas que façam uma busca nesse sentido.

A divulgação funciona de forma parecida com a de qualquer outro anúncio pago, mas se outra instituição pagar para exibir a mesma palavra-chave escolhida para um conteúdo gratuito, a publicidade será exibida abaixo do anúncio que foi pago – confira detalhes sobre o Google Ad Grants!

O Google Ads é uma importante ferramenta para visualizações e até conversão para o seu site e deve ser considerado em sua estratégia de marketing digital. Mas, não podemos negar, trata-se de uma ferramenta bem complexa e é preciso conhecimento para obter todas as vantagens que ela tem a oferecer.

Por isso, se você deseja ter a melhor relação custo-benefício, não basta saber o que é o Google Ads, conte com a experiência da Carratu para facilitar sua experiência com a plataforma.

Nosso time de especialistas conseguiu gerar 45% de aumento no tráfego do site da FCAP JR, em 6 meses, com uma média de 78 conversões de leads, por mês. Saiba mais: CASE DE SUCESSO – FCAP JR

O que é Google Ads ou Adwords