Blog Carratu

WEBINAR, A MELHOR ESTRATÉGIA DE INBOUND MARKETING?

Quando pensamos em qual é a melhor estratégia de inbound marketing para utilizar com o nosso público, muitas dúvidas podem surgir.

Afinal, existem tantos métodos e formas de atrair um possível cliente que é difícil avaliar qual dessas estratégias tem uma maior taxa de conversão e funciona melhor para o nosso negócio.

Nesse contexto, a gerente de marketing tem um grande desafio pela frente quando o assunto é encontrar essa estratégia de inbound marketing que traga o melhor resultado.

Vale mais a pena fazer uma live ou um webinar?

É melhor educar o mercado com e-mails ou investindo nas redes sociais?

Um primeiro contato deve ser feito por ligação ou por uma mensagem no Linkedin?

Todas essas dúvidas são comuns e fazem parte de uma rotina de testes para encontrar as melhores respostas de acordo com cada empresa.

Mesmo assim, alguns formatos de conteúdo costumam ser bem mais eficientes do que outros, e os webinars estão nessa lista.

Diante disso, fizemos este artigo para explicar exatamente o que é um webinar, como ele encurta o seu funil de vendas e fortalece empresas B2B no mercado digital.

Assim, continue a leitura e aprenda tudo o que você precisa saber para fazer um webinar que conquiste os seus leads e os converta em clientes.

O que é um Webinar?

De forma resumida, podemos definir um webinar como um seminário online.

Ele funciona de forma bem parecida a eventos presenciais com palestras e espaços para perguntas e respostas.

Porém, acontece de forma totalmente digital.

Esse webinar pode ser em dois formatos.

Um deles é o webinar gravado, quando os envolvidos fazem vídeos com os assuntos a serem tratados e disponibilizam isso para os interessados no evento.

Outra opção é o webinar em tempo real. Nesses casos, o palestrante faz a sua apresentação enquanto as pessoas a assistem de suas casas.

Isso pode ser feito através de compartilhamento de tela ou simplesmente enviando o material apresentado para uma central, por exemplo.

Você pode fazer um webinar em diversos canais, depende de qual plataforma está mais familiarizado ou qual delas atende melhor a sua necessidade.

Geralmente, as empresas utilizam o Youtube Live e o Webinar Jam, mas ainda existem outras plataformas que abordaremos melhor ao longo deste artigo.

Você ainda pode estar em dúvida sobre a utilidade desta estratégia de inbound marketing, principalmente se não conhecer muito sobre ela.

Porém, saiba que ela se destaca como uma das formas mais eficientes de trabalhar os seus leads que estão no meio do funil.

Ou seja, sabe aquelas pessoas que já conhecem o seu negócio, com certo interesse nas soluções apresentadas por ele?

Com o webinar, você consegue se aproximar muito desses leads, mostrando autoridade e conhecimento sobre assuntos de interesse dele.

CTA Aproveite para ver o nosso webinar sobre como tracionar sua startup com marketing e vendas Acessar já

Além disso, essas pessoas podem se sentir tão realizadas com o conteúdo apresentado, que podem ter o gatilho da reciprocidade acionado.

Ou seja, se você a ajudou, por que não comprar o seu produto ou serviço?

Por isso, tenha atenção aos benefícios desse formato de conteúdo porque ele pode encurtar rapidamente o seu funil de vendas.

Webinar ou Live: qual é a melhor estratégia de inbound marketing para o B2B?

Primeiramente, saiba que uma live é bem diferente de um webinar.

Isso fica bem visível quando você procura analisar os números e identificar quem está assistindo às suas palestras.

Com um webinar, você consegue rastrear esses leads.

Ou seja, se você tiver um sistema em que qualifica cada lead dentro de um padrão de pontos, por exemplo, pode passar as pessoas que assistiram ao webinar diretamente para a próxima fase, encurtando o funil.

Na prática, você sabe que essas pessoas estão mais dispostas a adquirir o seu serviço do que antes.

Por isso, faz sentido tratá-la como um lead bem mais qualificado do que antes.

As lives não garantem esse controle sobre quem está assistindo ao material que você preparou.

Por isso, o webinar é uma opção mais indicada quando falamos em uma estratégia de inbound marketing B2B que ajude a converter em vendas.

Mesmo assim, lives têm o seu valor e são bastante úteis, principalmente quando queremos trabalhar a autoridade da marca em uma plataforma específica, como o Instagram ou o Youtube, por exemplo.

CTA Leia nosso ebook gratuito sobre estratégias de inbound marketing Baixar agora

Do que preciso para fazer um webinar de sucesso?

Quando você decide investir nessa estratégia de inbound marketing, vale a pena pesquisar bastante sobre ela para ter o maior sucesso possível e alcançar o objetivo desejado.

Leia também:  INDICADORES KPI: COMO ESCOLHER O DE MARKETING E VENDAS

Por isso, vamos te dar algumas dicas sobre o que você precisa para o seu webinar dar certo e gerar conversão.

Escolha um tema e convide os palestrantes

Primeiramente, você deve definir sobre o que o seu evento irá tratar.

Nesse momento, vale a pena você avaliar qual é o momento atual da empresa e quais as principais necessidades dos seus leads que você pode ajudar a suprir.

Após definir esse tema, é o momento de convidar os palestrantes.

Essa pode ser a etapa mais trabalhosa do planejamento, principalmente se o webinar for feito em tempo real, porque conciliar a agenda de todos pode ser um desafio.

Mesmo assim, não deixe de convidar apenas palestrantes de qualidade que você tenha a certeza de que serão essenciais para o sucesso do webinar.

Nesse quesito, antes de definir a data e o horário das palestras, não deixe de pesquisar se outros eventos já estão marcados para o mesmo dia, porque isso pode reduzir bastante a quantidade de leads presentes.

Crie uma Landing Page matadora

Se você está criando um evento focado em ajudar o seu cliente, mostre isso para ele.

Você precisa ser breve, direto e preciso para que ele leia uma página e tenha vontade de se inscrever no seu evento.

Assim, crie uma Landing Page de cadastro para quem vai assistir o webinar com gatilhos mentais focados em seu público.

Para esse momento, é interessante você qualificar os usuários pelo formulário, porque isso pode ajudar você a classificar cada lead depois.

Claro que você não pode fazer um formulário muito extenso, porque as pessoas ficam com preguiça de preenchê-lo e deixam de se inscrever.

Mesmo assim, pense em duas ou três perguntas diretas para que o seu lead responda e te ajude a entender o momento atual dele e quão perto do seu negócio ele está.

Você também precisará de uma Landing Page de apresentação do webinar, ou seja, aquela que conterá o link para a pessoa ser direcionada para a plataforma do evento, como Youtube, por exemplo.

Nesse caso, seja simples e direto. Deixe o link bem à vista para o leitor não se confundir e conseguir acessar rapidamente o seu conteúdo.

Invista em um eficiente fluxo de nutrição de e-mails

Depois que você já tem uma lista de interessados no seu evento, é o momento de se conectar com essas pessoas e trazê-las para o seu webinar.

Por isso, envie e-mails lembrando a data e horário do evento, mande briefings das palestras, fale um pouco sobre os profissionais que estarão lá.

Enfim, mostre ao seu potencial cliente que o webinar está imperdível e o quanto será valioso para ele comparecer nesse evento online.

Também já prepare e-mails pós-evento.

Se o seu objetivo é converter esses leads em vendas, você não pode deixar de conversar com ele quando acabar o webinar, certo?

O objetivo é o contrário, estreitar relações e fazer essa pessoa confiar em seu negócio.

Esse pode ser o momento de oferecer uma consultoria gratuita ou marcar uma conversa para mostrar ao seu cliente como a sua solução pode facilitar a vida dele, por exemplo.

Ou seja, não perca o timing e aproveite todos os bons frutos que o webinar pode proporcionar a você.

Escolha um estúdio digital que atenda o seu objetivo

Você não precisa de um espaço físico, mas necessitará de um estúdio digital para realizar o seu evento.

Se você quiser interagir com as pessoas, por exemplo, deve escolher uma plataforma com chat online ou outro sistema parecido.

Tudo isso deve ser pensado e abordaremos melhor isso nos próximos tópicos.

Confira luz, internet e áudio

Pequenos detalhes fazem toda a diferença para um webinar de sucesso.

Nesse contexto, colocar uma iluminação boa muda totalmente a percepção que a pessoa tem do evento.

Você também pode dar algumas dicas aos palestrantes em relação a isso.

Faça testes de áudio e de internet, principalmente no dia do evento.

Tudo para garantir que você não terá problemas e imprevistos durante a transmissão.

Defina uma equipe para gerenciar o estúdio e outra para responder o chat online

Qualquer evento requer muita organização, seja presencial ou físico. Diante disso, o webinar segue a mesma linha.

Então, sugerimos que você tenha uma equipe para gerenciar o estúdio, outra para responder às perguntas das pessoas e interagir com os leads.

Assim, você garante que terá controle sobre tudo no webinar para fazê-lo ser um sucesso.

Quais os melhores canais para um webinar?

Já comentamos que existem diversos canais em que você pode transmitir um Webinar.

Porém, para o mercado B2B, o Youtube e o LinkedIn são os principais deles.

Primeiramente, eles são conhecidos e as pessoas já sabem como navegar por essa interface. Isso ainda aumenta a chance de os usuários clicarem no link para assistir o webinar.

Além disso, essas plataformas oferecem ferramentas interessantes para quem busca fazer apresentações voltadas a negócios.

Linkedin

O LinkedIn Live transmite apresentações em tempo real, permitindo que as pessoas reajam aos vídeos e façam comentários.

Leia também:  INBOUND MARKETING, EXEMPLOS DE SUCESSO!

O gestor do negócio também pode responder perguntas e servir como mediador do ambiente virtual.

Além disso, a plataforma ainda permite que você apresente gráficos e até inclua legendas para traduzir ou apenas transcrever o conteúdo que está sendo passado pelo palestrante.

Tudo para que o entendimento fique mais claro e o conteúdo seja passado da melhor forma.

Porém, saiba que o LinkedIn é apenas o local de transmissão.

Ou seja, você ainda deve escolher a plataforma de streaming em que o webinar será montado.

Algumas delas são a Restream, a Streamyard e a Brandlive.

Sugerimos que você faça uma análise custo-benefício para decidir qual delas faz mais sentido para a sua necessidade.

Youtube

Além do LinkedIn, você também pode optar pelo Youtube para transmitir o seu webinar.

Essa é uma das redes sociais mais acessadas no mundo e fazer eventos por lá gera familiaridade para o usuário.

Um benefício dessa plataforma é a sua fácil usabilidade.

Em poucos cliques você consegue colocar o seu evento no ar, a partir de um canal já criado no Youtube.

Outra vantagem é que você consegue observar algumas estatísticas com informações que o próprio Youtube proporciona, como a quantidade de pessoas na transmissão ao vivo e o total de visualizações do evento.

Zoom

Outra plataforma que ganhou notoriedade e adeptos foi o Zoom.

Ela permite que até 50 mil pessoas participem do evento, comportando um webinar de grande porte.

Além disso, muitas pessoas que trabalham com B2B já utilizam o Zoom para outros meios e estão acostumadas com a plataforma.

Escolha o melhor estúdio para as suas necessidades

Agora, vamos abordar melhor as opções mais comuns de estúdio para você montar o seu webinar.

A maioria delas oferece versões pagas e gratuitas.

Dependendo dos seus objetivos, você pode nem precisar pagar para usar o estúdio.

Assim, avalie as suas necessidades para checar o que vale mais a pena.

Streamyard

O Streamyard é, com certeza, um dos estúdios mais utilizados para montar um Webinar.

Além disso, ele é o nosso preferido porque oferece opções interessantes na versão gratuita que podem fazer você dispensar o modelo pago.

Ou seja, se você busca cortar custos e manter um webinar de qualidade, o Streamyard pode ser uma ótima opção para você.

O software desse estúdio permite que você transmita o evento em mais de uma rede social e de forma simultânea.

Isso é bastante útil quando você não quer concentrar o seu público em um único link e prefere estar presente em vários canais.

Porém, você só encontra esse recurso na versão paga.

Além disso, esse estúdio permite que você adicione até dez pessoas na transmissão, ou seja, os palestrantes.

Muitas vezes, isso nem é necessário, visto que cada pessoa apresenta o seu conteúdo de cada vez.

Mesmo assim, esse é um recurso interessante para quando você quer criar uma roda de conversa e debate sobre determinado assunto.

O Streamyard funciona muito bem com as principais redes de transmissão do webinar, como LinkedIn e Youtube.

Uma limitação da versão gratuita é que ela permite transmitir apenas 20 horas de live por mês.

Geralmente, isso não é um problema porque as empresas não costumam fazer eventos B2B com frequência.

Mesmo assim, se você quiser fazer uma semana de palestras ou algo parecido, pode precisar investir no modelo pago.

Restream

Assim como o Streamyard, o Restream também está no topo dos estúdios mais utilizados para fazer um webinar.

Ele oferece recursos interessantes que permitem uma análise melhor do sucesso dessa estratégia de inbound marketing.

O Restream apresenta, por exemplo, tendências do bate-papo com as frases mais populares durante o evento.

Isso pode servir de insight para você, dar ideias sobre conteúdos futuros ou sobre como abordar os leads posteriormente.

Além disso, esse estúdio ainda mostra os horários de pico do evento, a média de espectadores e o tempo de duração do evento.

Você pode utilizar todas essas informações para analisar o seu webinar e encontrar erros e acertos. Assim, o próximo evento será ainda melhor.

Dentre os recursos pagos, você consegue remover a marca d’água do Restream, baixar faixas de áudios de forma separada e ainda manter a gravação automática.

Zoom Meetings

O Zoom Meetings também é um estúdio bem interessante.

Ele permite que você controle microfones, faça um quadro de anotações, compartilhe tela e transfira arquivos.

Além disso, como já comentamos, você consegue mexer facilmente nessa plataforma, visto que ela está presente em nosso dia a dia.

O Zoom permite que até 10 mil pessoas assistam o seu webinar e ainda apresenta a opção interativa para salas de 100 a 500 pessoas.

Vale a pena você estudar melhor sobre as suas modalidades, para decidir qual se encaixa melhor para o tipo de evento que você pretende criar.

O Zoom Meetings ainda permite gravar as palestras com vídeos.

Outra opção é gravar apenas o áudio. Isso pode ser disponibilizado aos usuários para ouvirem posteriormente como podcast, por exemplo.

Mas, tudo isso precisa ser autorizado pelo palestrante, é claro.

OBS Studio

Por fim, outro estúdio que nós recomendamos é o OBS Studio.

Algumas pessoas consideram essa ferramenta um pouco mais difícil de mexer e de se usar.

Leia também:  GERAÇÃO DE OPORTUNIDADES: SAIBA TUDO SOBRE

Mesmo assim, ela é bastante completa e pode ajudar você muito bem a montar o seu webinar.

Além disso, o OBS Studio é gratuito e permite uma gama de personalizações.

Ele ainda consegue mostrar a imagem da câmera e o compartilhamento de uma tela de forma simultânea.

Como aumentar o engajamento do meu público durante o webinar?

Você pode usar algumas estratégias para aumentar o engajamento e a interação do público durante o webinar.

Uma delas é usar bem a área de chat.

Caso as pessoas estejam mais silenciosas, por exemplo, você pode fazer perguntas e incentivá-las a comentar sobre os assuntos abordados no evento.

Além disso, você também pode incentivar os usuários a compartilharem o evento nas redes sociais. Uma das formas de fazer isso é criando hashtags específicas ligadas ao webinar.

Você também pode disponibilizar ao seu público algumas artes do evento para ele divulgar em stories e meios relacionados.

Não se esqueça de deixar CTAs claros e diretos para o seu público saber o que é esperado dele.

Imagine que um palestrante esteja comentando sobre um tema que você tem um material gratuito, por exemplo.

Você pode aproveitar para colocar no chat, o link para baixar esse material durante a transmissão ao vivo.

O que fazer depois do Webinar para o sucesso da minha estratégia de inbound marketing?

Depois que o webinar termina, começa todo o trabalho de tratamento dos leads.

Primeiramente, você deve enviar um email de agradecimento pelo comparecimento, estreitando a relação com o lead.

Em seguida, você pode orientar a sua equipe de marketing a fazer determinadas ações.

Faça uma pesquisa colhendo feedbacks

Uma ótima chance de descobrir erros e ainda fazer o seu lead se sentir ouvido é colher feedbacks.

Você pode fazer isso no próprio email de agradecimento ou em um momento posterior.

Nessa fase, você pode descobrir erros e acertos durante o webinar e colher informações importantes para criar um evento ainda melhor, no futuro.

Além disso, quando um lead responde feedback, você percebe que ele está engajado com o seu negócio, com uma maior propensão a realizar uma compra.

Contate os leads que não compareceram

Se um lead se inscreveu no evento e não compareceu, recomendamos que você o contate para descobrir o que aconteceu.

Por um lado, ele pode responder a você que teve um compromisso, mas segue interessado no assunto das palestras.

Por outro, ele pode não ver mais valor na sua empresa e preferiu não usar esse tempo no evento.

Em todos esses casos, você precisa saber como reagir e usar estratégias de inbound marketing que voltem a conquistar o lead.

Por isso, crie modelos de e-mails de acordo com cada caso, para ajudar você a se relacionar com os possíveis clientes pós webinar.

Analise as estratégias e o sucesso delas no evento

Para avaliar o sucesso do seu negócio, recomendamos que você analise as estatísticas e o que elas representam.

Esses números podem ajudar você a entender quais estratégias de inbound marketing deram certo, como foi o engajamento do público durante o webinar e o quão perto de fechar vendas você está.

Por isso, não negligencie essa etapa do evento, porque ela pode te dar boas ideias e conclusões sobre o seu webinar.

Torne o conteúdo do seu Webinar um link permanente

Você também pode aproveitar todo o conteúdo elaborado para transformar o seu webinar em um link permanente.

Vale lembrar que isso deve ser feito com a autorização dos palestrantes e envolvidos no evento.

Caso algum lead não tenha comparecido e ainda queira assistir o conteúdo, por exemplo, você pode enviar esse link.

Isso mostra que você se importa com o cliente e não deixará ele perder nada que seja importante.

Planeje o próximo evento

Por fim, planeje o próximo evento. Aproveite os feedbacks passados pelos usuários para entender em quais pontos você deve melhorar e quais foram os principais acertos dessa estratégia de inbound marketing.

Você também pode conversar com os palestrantes de forma informal, perguntando as percepções sobre o webinar e outras questões relevantes.

Além disso, defina o objetivo do seu próximo evento.

Você pode querer atrair novos leads ou preferir nutrir ainda mais os já existentes.

Ou seja, pense no que é melhor para o seu negócio e construa o novo evento em cima disso.

Como tornar o meu Webinar mais produtivo?

O primeiro passo para aumentar a produtividade do seu webinar é definir bem o seu objetivo, como já comentamos ao longo desse texto.

Isso é importante para você ter foco na conversão, em vez de “atirar para tudo o que é lado”.

Além disso, também recomendamos que você busque otimizar o número de pessoas inscritas no seu evento.

Uma sugestão é utilizar gatilhos mentais, como o da escassez, para atrair ainda mais os seus leads.

Você pode usar expressões como “vagas limitadas” ou “inscrições abertas somente até a data X”.

Tudo isso cria um senso de urgência no seu potencial cliente.

Ainda vale ressaltar a importância de oferecer um conteúdo de extrema qualidade.

E, mais do que isso, saber criar uma relação com os leads pós evento, alinhada com os temas falados durante o webinar e que seja focada em conversão.

Foto de carratu

carratu

20 anos de experiência em Marketing Digital, totalmente dedicado a guiar empresas de médio e grande porte para o melhor resultado de Vendas com o apoio do Inbound Marketing e o Google Ads.Quer saber quem faz a diferença no Nordeste, pesquise no Google.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Não encontrou o que busca?