FLYWHEEL MARKETING: UMA REVOLUÇÃO NO INBOUND MARKETING

F

A última atualização deste post foi em por

Você já ouviu falar em Flywheel Marketing? E em seguida já se questionou se o funil de marketing está obsoleto? Bem, resposta curta: não. Resposta longa: mais ou menos.

Embora o funil não esteja completamente morto, houve uma mudança na maneira como os profissionais de marketing de conteúdo trabalham para melhor atender um cliente.

Embora o funil seja um guia útil durante a jornada do comprador e um método eficaz para geração de leads, ele enfoca muito o fechamento de uma venda e a mudança para a próxima.

O Flywheel (volante), por outro lado, enfatiza o pensamento sobre o relacionamento entre empresa e cliente como um ciclo.

É um ciclo interminável em que os clientes podem continuar interagindo com a empresa – e vice-versa – mesmo após o término da transação.

O que é o Flywheel Marketing ?

O Flywheel Marketing é uma atualização para o funil tradicional com o qual todos estamos familiarizados.

Embora o funil seja uma linha reta desde a aquisição até a venda, o volante é, como explica Jon Dick, da HubSpot, um “processo circular em que os clientes alimentam o crescimento”.

Existem três fases no Flywheel Marketing:

  • Atrair: geração de leads de entrada como conhecemos, garantindo um valor genuíno ao seu público-alvo;
  • Envolver-se: um relacionamento contínuo através do funil de vendas, que inclui o fornecimento de soluções, educação e atendimento personalizado ao longo de todo o processo de compra do cliente.
  • Prazer: garantir uma experiência tão positiva, com foco no relacionamento com o cliente, que ele acabe se tornando promotor da marca – o que ajudará a roda a girar de volta à fase de atração.

A fase de atração

Os melhores elementos de uma fase sólida de atração provavelmente já fazem parte do seu plano de marketing.

Este passo é sobre trazer as pessoas – a perspectiva mais importante do funil.

Durante a fase de atração, você incentiva o cliente a iniciar a jornada do comprador por conta própria.

Ao fornecer todo esse conteúdo útil – e gratuito – os clientes em potencial podem determinar se estão interessados ​​em trabalhar com sua empresa.

A fase de envolvimento

Depois que um cliente é levado para esse processo, a próxima etapa é fornecer a ele ainda mais informações e conteúdo que ajudarão a convencê-lo de que deseja adquirir o seu produto.

Você ainda pode automatizar grande parte desse processo, como na estratégia de e-mail e na criação de conteúdo.

Mas é crucial manter um canal aberto de comunicação com suas equipes de vendas e serviços para garantir que você entenda o que os clientes em potencial estão dizendo, perguntando sobre ou tendo problemas com.

Dessa forma, você poderá criar conteúdo mais especializado para cada público-alvo.

A fase do prazer

Agora, a fase de prazer é o que diferencia o volante do funil.

No passado, o marketing atrairia, o time de vendas se envolveriam e um acordo seria feito e o boom, o cliente finalizaria a compra.

O Flywheel Marketing considera a fase de prazer como um meio termo entre uma venda concluída e a próxima rodada de leads em potencial a serem gerados, com o cliente desempenhando um papel fundamental nesse processo.

Se você teve sucesso no ciclo até este momento e ajudou seu cliente a encontrar uma solução criada apenas para suas necessidades específicas, oferecendo ao mesmo tempo um atendimento incomum ao cliente ao longo do caminho, você definitivamente deve ter um pessoa feliz em suas mãos.

Isso é mais precioso do que ouro, honestamente.

Agora, o trabalho da equipe de marketing é continuar alimentando esse relacionamento, com o objetivo de vender mais e criar promotores.

As táticas da fase de prazer incluem:

  • Organizar eventos presenciais para seus clientes se conectarem e continuarem seus estudos;
  • Fornecer conteúdo exclusivo “somente para membros”, como e-books e webinars;
  • Campanhas de e-mail personalizadas;
  • Convites para experimentar novos recursos ou produtos;
  • Criando um programa de afiliados.

Aqui estão os clientes com os quais você deve trabalhar na criação de estudos de caso, vídeos de reviews de produtos e outros conteúdos gerados pelos próprios usuários finais.

De repente, você tem uma enorme quantidade de material promocional em suas mãos, criado por pessoas reais!

Seu leads transformados em clientes agora são seus influenciadores. Cultive essas relações e as mantenha impulsionando o fluxo, isso só levará a mais oportunidades no futuro.

O Flywheel Marketing versus o Funil de Marketing

No final do dia, o Marketing Flywheel pode soar como outra estratégia B2B, mas é fundamentalmente um conceito simples.

Você precisa de uma identidade visual forte. Online é possível criar uma marca profissional, você pode criar vários tipos de logotipos e ver quais atraem mais atenção para sua marca.

Se você se esforçar para realmente ajudar seus clientes, sua estratégia de marketing será apenas mais forte.

Trabalhe com todos os níveis da sua empresa, da equipe de vendas aos executivos, para garantir que todos estejam na mesma página com essas táticas.

Sobre o Autor

Ubirajara Carratu
Ubirajara Carratu

Fundador da Carratu Digital, especialista em Inbound Marketing, com um pé em SEO e outro em Google Ads. Tudo o que for desafiador, se torna mais apaixonante.

Deixe seu comentário

Ubirajara Carratu

Ubirajara Carratu

Fundador da Carratu Digital, especialista em Inbound Marketing, com um pé em SEO e outro em Google...

Nossas Redes Sociais

Escolha a rede social que você mais frequenta e se mantenha atualizado com os avisos de novas postagens da Carratu Digital

Marque um bate-papo com o Bira

shares