Como anunciar no Google Ads

C

Você não precisa esperar que seu site suba organicamente nas classificações, confira neste como anunciar no Google Ads e obter os resultados que você precisa para alavancar suas vendas.

Se você está em busca de um conjunto de ferramentas capaz de ativar campanhas em formatos como texto, imagem, vídeos ou vitrine de compras, saiba que ela existe e responde pelo nome de Google Ads. Veja neste artigo porque esse serviço permite que seu site apareça em uma página de resultados de busca do Google, mediante pagamento.

Quais as opções de campanhas que posso ativar?

Com pouco mais de 20 anos no mercado, a gigante americana Google, é o maior site de busca do planeta. Vejamos alguns números:

  • A empresa representa 92,51% do mercado de mecanismos de busca (StatCounter GlobalStats, 2019);
  • 84% dos usuários Google realizam uma ou mais pesquisas diárias (Moz, 2019);
  • 90% acessam apenas os links das primeiras posições (Search Engine Land, 2018).

Em outras palavras, seus clientes usarão o site de busca para encontrar produtos e serviços e você precisa aprender como anunciar no Google Ads para ser encontrado por eles.

O Google Ads oferece, basicamente, cinco possibilidades de campanha: rede de pesquisa com exibição em display, exibição de anúncio apenas na rede de pesquisa, Google Shopping, Vídeos e Apps. Todas elas permitem trabalhar com diversos formatos e configurações para exibir os anúncios – saiba mais a seguir!

1. Anúncio com exibição em Rede de Display

Anúncio exibido principalmente em formato gráfico – os famosos banners – em aplicativos e sites de parceiros e de propriedade do Google. Para este tipo de campanha é preciso segmentar muito bem o público – e eis as principais formas de segmentação:

  • Palavras-chave: exibir anúncios em páginas que tenham as palavras-chave adotadas no contexto do site;
  • Tópicos: levar o anúncio a aparecer em sites que abordem o assunto escolhido;
  • Interesses: o anúncio é mostrado a usuários que já demonstraram interesse pelo tema em suas pesquisas na internet – ou remarketing, quando somente pessoas que já interagiram com o site da empresa são impactados, gerando maior assertividade.

É bom frisar que saber como anunciar no Google Ads ajudará a trabalhar o branding de sua organização, já que os anúncios permitem criar campanhas usando a meta Alcance e reconhecimento da marca, aumentando o tráfego para o seu site ou incentivando os clientes a interagirem com sua marca.

2. Anúncio com exibição apenas na Rede de Pesquisa

Nesse tipo de campanha constam anúncios exibidos na pesquisa do Google, sempre considerando as palavras-chave usadas na pesquisa do usuário. Portanto, escolher adequadamente o termo de busca é essencial, sendo possível adotar três formatos de anúncio:

  1. Anúncio de Texto – composto por um título, duas linhas descritivas – com limites de caracteres em ambos – e o endereço do site anunciante;
  2. Anúncio dinâmico da rede de pesquisa – tem o mesmo formato de um anúncio de texto, mas o título e a página de destino são gerados automaticamente, conforme a busca feita no Google e o conteúdo do site anunciante – excelente alternativa para empresas que possuem um grande portfólio de produtos;
  3. Anúncio destinado a chamadas – formato adotado por empresas que desejam receber ligação, onde constam: título, call to action e o número do telefone.

3. Anúncios exibidos no Google Shopping

Também ativados por buscas, aparecem na parte superior da busca do Google e na pesquisa do Google Shopping. Na segunda opção, recebe esse nome porque se assemelha a publicidade contém a imagem do produto, o título e o preço.

4. Anúncios de campanha de Vídeo

Presentes em sites de parceiros ou no YouTube, os anúncios de campanha de vídeo têm segmentação parecidas com os de Display, mas voltados aos vídeos e canais do YouTube, tendo melhor performance para lançamento de produtos ou serviços.

O formato mais utilizado para essas campanhas é o anúncio In Steam (Custo por Visualização), aqueles que abrem quando estamos visualizando um vídeo, oferecendo a opção de “Pular o anúncio” – mas a visualização só é cobrada quando o usuário assistir 30 segundos o mais do vídeo!

5. Anúncios que direcionam para Apps

Para complementar o conhecimento de como anunciar no Google Ads, é essencial saber desse tipo de anúncio cujo objetivo é gerar engajamento e/ou levar o usuário a fazer download do aplicativo na página do App Store ou Google Play.

Como devo me preparar para as campanhas do Google Ads?

É muito importante destacar que não basta saber como anunciar no Google Ads. Mesmo sendo uma ferramenta muito importante para gerar tráfego ao seu site, aumentando leads qualificados, os anúncios do Google, por si só, não efetuam a venda.

Nesse contexto, é essencial ter um site responsivo com visual e conteúdos bem elaborados, contendo campos de conversão, que ofereçam ao usuário informações relevantes e o estimulem a explorar melhor tudo o que sua empresa tem a oferecer. E, ainda, que amplie as chances do lead se transformar em cliente.

Para isso, ter Landing Pages bem elaboradas que ajudem o usuário a tomar decisões de modo rápido é muito importante. Ela deve ser focada no objetivo proposto pelo anúncio do Google Ads, ter os dados que o lead precisa e um formulário – do layout ao texto, tudo deve ser pensado para obter um resultado concreto.

Como segmentar seus anúncios?

Qual o resultado que uma empresa especializada em produtos para churrasco pode conseguir se publicar anúncios em um site para vegetarianos?

Pois é, a segmentação dos anúncios é uma etapa muito importante para atingir os resultados desejados e não poderia faltar neste texto que mostra como anunciar no Google Ads. Então, fique por dentro das formas de segmentação oferecidas pelo Google.

A) Segmentação por público-alvo

  • Informações do usuário: considera localização, idade, sexo;
  • Semelhança de mercado: para usuários que pesquisam produtos e serviços semelhantes aos da empresa anunciante;
  • Intenção personalizada: escolha de palavras-chave de interesse de seu público-alvo;
  • Remarketing: voltado a usuários que já interagiram com anúncios, site ou aplicativo para que visualizem os anúncios com mais frequência, podendo até mesmo retornar para concluir uma compra;
  • Públicos-alvo semelhantes: segmentação de usuários com interesses relacionados às suas listas de remarketing.

B) Segmentação por conteúdo

  • Palavras-chave de conteúdo: usa palavras-chave relevantes para o produto ou serviço, permitindo que usuários que pesquisam usando esses mesmos termos cheguem até o anúncio;
  • Tópicos: o Google Ads analisa o conteúdo da Web e considera itens como texto, idioma, estrutura de links e estrutura da página, selecionando aquelas mais indicadas para anunciar na Rede de Display;
  • Canal: segmentação que leva em consideração os sites da Rede de Display que os clientes da sua empresa acessam;
  • Inclusão da Rede de Display para pesquisa: o Google Ads encontra usuários através de uma combinação de lances automáticos e segmentação inteligente para gerar os melhores resultados.

C) Segmentação por dispositivo

Este tipo de segmentação permite detectar usuários que visualizam conteúdos em telas de computadores/notebooks, smartphones ou tablets – em caso de campanhas de vídeo, podem ser incluídas telas de smart TV e consoles de jogos também.

Quanto e como investir no Google Ads – e quais resultados esperar?

Na publicidade tradicional, o preço do anúncio é fixado com base em tamanho, cor (colorido ou P&B), localização do anúncio, etc.

Os anúncios online, no entanto, têm sua posição no site de busca definida por um leilão que leva em consideração o Índice de Qualidade e o Custo por Clique. Aqueles que forem considerados mais relevantes para o usuário e tiverem melhor custo por clique (determinado pelo anunciante) serão exibidos nas melhores posições.

Se você pretende saber tudo sobre como anunciar no Google Ads, precisa conhecer as principais métricas para ajudar a definir os investimentos. São elas:

  • Conversões – definida pela empresa anunciante, a conversão pode ser o preenchimento de um formulário, a venda, um download, etc.;
  • Impressões – baseada no número de pessoas que visualizam o anúncio, sendo o valor calculado de acordo com cada mil visualizações;
  • Cliques – essa métrica parte do número de vezes que um link é clicado e, geralmente, indica que a campanha atingiu seu objetivo.

Considerando esses três lances, foram estabelecidos os custos do anúncio.

CPM – Custo por Mil Impressões

Refere-se ao número de vezes que um anúncio é exibido. Supondo que o custo do CPM seja de R$ 5,00, em 50.000 impressões a empresa deverá desembolsar R$ 250,00.

O CPM é indicado, geralmente, para aumentar o reconhecimento da marca – para outros objetivos pode resultar em custos muito altos.

CPC – Custo por Clique

Aqui o pagamento é feito com base no número de cliques no anúncio, sendo essencial uma página de destino que dê suporte a essa publicidade, fechando o ciclo de vendas.

Oferece bons resultados para gerar tráfego para o site da organização. Para ser um investimento positivo, contudo, é preciso conhecer o CPC médio nos lances de anúncio e, além disso, o Índice de Qualidade dos anúncios.

CPL – Custo por Lead

O pagamento baseia-se no número de conversão de um usuário em lead, cabendo à empresa anunciante colocar sua exigência, que pode ser o preenchimento de um formulário ou o download de um arquivo, entre outros.

Uma boa opção para quem pretende ampliar o número de leads qualificados.

CPA – Custo por Ação

Neste modelo, paga-se por venda realizada. Ele é muito propício para medir o retorno de investimento (ROI) de uma campanha.

CPI – Custo por Instalação

Usada e indicada sempre que um usuário instala um software, aplicativo ou jogo em seu computador, tablet ou smartphone.

Como usar o Google Ads nas jornadas de compra e retenção?

Tendo abordado os principais pontos sobre como anunciar no Google Ads, agora vamos mostrar como ele pode ser utilizado em cada etapa do funil de compras.

Na primeira delas, aprendizado e descoberta, é preciso gerar interesse para seu produto ou serviço. Isso pode ser feito com uma campanha de Display, onde o banner leva o lead para um conteúdo interessante de seu site.

Em uma próxima etapa, você pode criar uma campanha – também no Google Display – direcionada a quem já conhece sua marca, impactando-as com um conteúdo que permita aprofundar ainda mais o conhecimento sobre o que você tem a oferecer.

Se no item anterior sua campanha falava sobre um curso voltado à produção de sabonetes naturais, aqui sua oferta pode ser sobre sabonetes naturais para esfoliar a pele, por exemplo.

Dando sequência, chegou a hora de trabalhar a consideração de solução e decisão de compra, mostrando que seu produto oferece o que o usuário está procurando e quebrando possíveis objeções – como preço e qualidade.

Além de um anúncio bem elaborado, com palavras-chave adequadas, você pode encaminhar o usuário para uma página com vídeos onde seus clientes dão depoimentos positivos sobre o curso de sabonetes naturais – aqui a Rede de Pesquisa é uma excelente opção!

Veja um case de sucesso da Carratu

É inegável que anúncios no Google têm grande potencial para dar maior visibilidade à sua marca, conquistar leads de qualidade ou alavancar suas vendas.

Saber como anunciar no Google Ads é muito importante. Contar com uma agência especializada, contudo, permitirá que você crie campanhas impactantes que ofereçam o resultado desejado, garantindo um bom retorno ao seu investimento.

A Carratu coleciona Cases de Sucesso nesse campo – conheça dois deles:

Com o Google Ads a FCAP fez história

Como triplicar seu faturamento com Google Ads

Agora que você sabe tudo que o Google Ads pode fazer por se negócio, fale com nossos especialistas e elabore a campanha ideal para alavancar suas vendas!

Sobre o Autor

Avatar
Martha Rios Guimarães

Deixe seu comentário

Ubirajara Carratu

Ubirajara Carratu

Fundador da Carratu Digital, especialista em Inbound Marketing, com um pé em SEO e outro em Google...

Nossas Redes Sociais

Escolha a rede social que você mais frequenta e se mantenha atualizado com os avisos de novas postagens da Carratu Digital

Marque um bate-papo com o Bira

shares