ESTUDAR MARKETING DIGITAL: POR QUE É TÃO IMPORTANTE?

Quem está começando a estudar Marketing Digital sabe que há muitas vertentes, nomenclaturas e definições para conhecer. Existem muitos cursos disponíveis pela Internet, mas para quem acha que apenas um deles é o suficiente: está enganado(a), é preciso estar sempre buscando novos conhecimentos! Mas por quê? Nós te explicamos! 

O mundo internetês gira 360 vezes mais rápido que o mundo “real” e novas estratégias para o Marketing Digital surgem a cada minuto. Por isso, é preciso pesquisar, anotar, pesquisar, compreender, pesquisar, não entender nada e… pesquisar de novo, porque a Internet não para e nem você deve parar. 

Para estudar Marketing Digital, é preciso atenção ao que acontece no mundo e no mercado fora e dentro da Internet. Entender como funciona a mente do usuário digital é analisar como você pode inclinar seus produtos e comunicação para atraí-lo

O modo de comunicar se transforma a cada vez que uma empresa se comunica com o seu público, trazendo novos formatos, novas linguagens e estratégias. Com isso, para observar esses processos, é necessário tempo e muito estudo para entender esses movimentos comunicacionais.

Por causa dessa característica mutável e instantânea da Internet, o Marketing abrange tantas vertentes e está sujeito a múltiplas transformações. Portanto, estar atento(a) é essencial. Estudar Marketing Digital é isso!

E que tal ver agora se você está realmente por dentro desse mundo? Leia o breve resumo que separamos sobre as áreas mais comuns do Marketing Digital e quando chegar lá embaixo nos diga quais delas você já conhecia! Temos um combinado? Vamos lá!

Para começo de conversa, você sabe o que é Outbound e Inbound?

Explicando de uma forma simplificada, no Outbound Marketing a empresa quem inicia a conversa com o cliente. Começou anos atrás com os serviços de vendas por telefone até migrar para a televisão e anos depois chegar na Internet, atuando por meio de serviços de anúncios pagos nas mídias sociais e sites.

Assim, o objetivo principal desse tipo de Marketing é impactar o cliente e fazê-lo desejar, antes de qualquer coisa, o produto/serviço a ser vendido. 

Hoje em dia, seu formato continua funcionando e não é ultrapassado. Porém, através de estudos, observa-se que uma melhor forma de aplicá-lo seria em conjunto com o Inbound Marketing. E é aí que entra nosso segundo conceito! 

O Inbound, por sua vez, tem como objetivo atrair o cliente de forma natural até que ele decida efetuar a compra. Ser encontrado pelo público por meio de conteúdo de qualidade e engajador é a prioridade. Dessa forma, a empresa consegue um maior acerto ao atingir as pessoas certas que serão potenciais consumidoras.

Por exemplo, se você está aqui e nos achou por causa de uma pesquisa que partiu de você, correto? Por esse modo de procura orgânica, temos mais garantia que nosso conteúdo te agradará do que se dispararmos o mesmo material para um grupo de pessoas que talvez não se sintam tão atraídas assim.

O Marcelo Fiuza explica melhor esses detalhes do Inbound Marketing aqui, corre para conferir!

Mas então… Compreendeu essas duas áreas? Agora imagine que sucesso seria se elas fossem aplicadas em conjunto? O Outbound fazendo a divulgação em massa em redes sociais e sites que se relacionem de alguma forma com a empresa junto com o Inbound atraindo organicamente pessoas específicas. 

O Ubirajara Carratu já ensinou aqui no blog a importância de conciliar as duas áreas, vale a pena ler!

Marketing de Conteúdo: esse você já conhece, certeza!

O Marketing de Conteúdo já foi abordado diversas vezes aqui no blog. É simplesmente a área responsável por criar estratégias para construir um bom conteúdo que posteriormente será utilizado para atrair o público

Esse texto que você está lendo, inclusive, é construído com base nos conceitos que envolvem esse estudo de produção de conteúdo! 

Com a Internet, a forma que consumimos e interagimos com o conteúdo mudou totalmente. Não nos atraímos mais por textos cobertos por palavras difíceis de entender. Nossa leitura na era digital se tornou muito mais fluída e instantânea. 

Para acompanhar esse fluxo, as empresas precisaram correr no mesmo sentido que seu público, é onde o Marketing de Conteúdo apareceu para salvá-las. E olha, até o Jornalismo precisou se adaptar a esse novo jeito de consumo, como o Marcelo Rocha já explicou aqui!

O movimento digital faz parecer que a noção de tempo se tornou mais rápida para todo mundo. O público sempre tem outros mil conteúdos para consumir e pouco tempo para dar atenção para todos. Por causa disso, tende a se dedicar menos lendo um texto em específico. 

É com esse entendimento da rotina de consumo que o Marketing de Conteúdo surge para dinamizar a leitura e torná-la atrativa. Dessa forma, fazendo com que as pessoas sintam-se atraídas para permanecer no mesmo site ou mídia social por mais tempo. 

Definitivamente, o diferencial de uma empresa está na forma como ela conversa com seu público no dia a dia. Estudar Marketing Digital é estar atento a todos esses fluxos comunicacionais!

SEO já parece mais complicado, não é?

Aprender Marketing Digital é também saber que você vai precisar ter em mente o que é SEO. Ainda que o nome completo desse conceito seja difícil de gravar à primeira vista: Search Engine Optimization.

Se traduzirmos, talvez fique mais fácil, não é? Significa “Otimização para motores de busca”!

Bom, o SEO é um mundo complexo, assim como as outras áreas, não vamos mentir, mas pode assustar – pelo menos me assustou um pouco – por ser tão técnico. As estratégias de Marketing Digital aqui são mais detalhadas e rigorosas porque envolvem as regras de quais artifícios seu texto deve ter para ser reconhecido pelos motores de busca.

Dessa forma, quando falamos em motores de busca, estamos nos referindo mais ao buscador da Google, já que a empresa quem domina o mercado digital. E você já deve ter escutado sobre os seus temidos algoritmos, não é? Principalmente se você acompanha as discussões sobre os vídeos no YouTube.

Pois bem, esses algoritmos estão por toda parte coordenando o que é sugerido ou não para os utilizadores da Google, desde vídeos a textos. São mini-robôs, por assim dizer, que influenciam a forma como seu conteúdo precisa ser construído!

No entanto, o “bicho de sete cabeças” ainda não são essas regras. O desafio de tudo é que esses algoritmos se modificam regularmente. Assim, fica um pouco mais difícil para acompanhar.

Por isso, muitas empresas contam com a ajuda de sites pagos especializados em SEO para auxiliar na produção de conteúdo para Web. Mas não se apavora em ter que pagar! Na Internet, tudo é possível e aprender é de graça!

A Rock Content te explica bem detalhadamente sobre esse conjunto de técnicas estratégicas. Assim, você pode estudar bastante para aplicar por conta própria! Confere o guia completo deles sobre “O que é SEO“!

Inside Sales? Te explicamos!

Estudar Marketing Digital também é saber que marketing e vendas andam em conjunto! Essa área é fundamental para o novo modo de vender e comprar na Internet. 

Como tudo sobre Marketing Digital ainda parece novo para muitas empresas e pessoas no Brasil, com o Inside Sales não poderia ser diferente. Mas sua explicação não é difícil. Nada mais é do que uma forma de vender um produto/serviço de forma remota.

Mas calma que não Telemarketing! As vendas por Inside Sales podem se dar por telefone, sim, mas de forma geral são feitas utilizando as ferramentas da era digital: Skype, Hangout e qualquer outra forma de comunicação pela Internet.

Porém, a única diferença para o Telemarketing não é essa. O Inside Sales está muito ligado ao Inbound Marketing. Ao contrário do Telemarketing, que ganhou a fama de ser invasivo, essa nova forma de vender tem como foco ser trabalhado na fase final das etapas de atração do consumidor.

Como vimos em Marketing de Conteúdo, interessa às empresas serem encontradas pelo público. Então o primeiro passo é atrair por meio de conteúdo de qualidade. Em seguida, enxergar o problema ou desejo do cliente e alimentá-lo com mais materiais. Somente após isso, as estratégias de Inside Sales entram em jogo.

Essa área do Marketing trabalha com os Leads (potenciais consumidores), analisando e entendendo seus gostos, desejos e problemas. Para trazer, assim, as soluções – que sempre resultarão na compra de algum serviço/produto da empresa, claro!

Vamos falar sobre Email Marketing?

Se você acha e-mail ultrapassado e ferramenta para gente de mais idade: bem… talvez seja a hora de mudar a sua concepção. Estudar Marketing Digital vai te fazer enxergar isso! 

No Marketing, o formato padrão do e-mail surgiu como um modelo acessível para se comunicar regularmente, e de forma pessoal, com o cliente. Sendo possível enviar boletins com materiais exclusivos, atualizações e/ou dicas.

Com esse uso do e-mail, o público se sente muito mais próximo e motivado a acompanhar seus conteúdos.

E como conseguir esses contatos de e-mail? Bem, a forma orgânica é sempre a mais segura! Pedir para o leitor cadastrar o e-mail para baixar algum material no próprio site é uma forma. Ao fazer esse pedido, há a possibilidade de perguntá-lo se ele deseja receber outros conteúdos por e-mail.

Com essa autorização, está tudo certo! Assim, você envia as campanhas que quiser, contando com a segurança de que esse Lead concordou em recebê-las. Desse jeito, você não corre o risco de seu material ser considerado spam por ele! O que é muito, muito ruim.

Já existe até curso na Universidade Carratu sobre como criar campanhas de Email Marketing. Sabendo utilizar a plataforma da maneira certa, você consegue alcançar muitos mais Leads!

Viu como estudar Marketing Digital é importante?

Fazer um curso de Marketing Digital é importante! Porém, como falamos lá no início, não é o bastante e é necessário estar sempre se atualizando, analisando e estudando.

Inclusive, ainda estou iniciando o meu caminho por esse mundo. Todo esse texto foi construído por meio de conhecimentos adquiridos em cursos online e muita pesquisa. Estudar Marketing Digital está sendo desafiador e isso é motivador!

A própria Carratu agrega muitos aprendizados com seu blog porque para a gente aprender é o principal objetivo. Além disso, temos cursos disponíveis na Universidade Carratu. O que acha de dar uma olhada neles? No último tópicos demos uma ótima dica de curso para Email Marketing!

E agora é hora de responder a pergunta que fizemos lá no começo! Quais áreas que abordamos você já tinha ouvido falar? A sua próxima missão é ler as leituras adicionais que colocamos aqui!

Comentários
Por Marcelha Pereira

Siga-nos

Quer nos conhecer?

Newsletter

Materiais Gratuitos