Close sidebar
Sair do conteúdo
marketing afetivo
Categories:

MARKETING AFETIVO: O QUE É E COMO GERAR VÍNCULOS?

Usar a emoção para influenciar as pessoas e seus hábitos não é uma prática nova. No entanto, apenas agora as empresas estão observando os benefícios do Marketing Afetivo.

Seu objetivo principal, semelhante a qualquer outra estratégia de marketing, como criar uma identidade visual ou investir em storytelling nas publicações das redes sociais, é gerar vínculos com seu público.

A partir daí, é possível construir uma relação muito mais sólida com clientes em potencial.

Como? A partir de sentimentos como confiança, nostalgia e carinho.

Neste blogpost, vamos te explicar o que é o Marketing Afetiva, porque é importante e como implementar em seu negócio. Pronto para aprender mais? Siga a leitura!

O que é Marketing Afetivo?

O marketing afetivo é a estratégia de comunicação que busca apelar para a emoção com intuitos diversos.

O principal objetivo é formar uma conexão mais profunda com o público para alcançar um resultado desejado.

Esse resultado pode ser tanto buscar a atenção do público, fazê-lo lembrar-se de algo, despertar o interesse em compartilhar e, claro, comprar um produto ou serviço.

Em termos de emoção, o marketing afetivo apela para àquelas com viés mais positivo, como felicidade, carinho e nostalgia.

Por que o Marketing Afetivo é importante?

O Marketing Afetivo procura trabalhar um aspecto das pessoas — movidas pela emoção —, criando um laço entre a marca e o consumidor.

Isso é importante pois é um passo definitivo em direção ao coração de um cliente.

Veja bem: quando alguém nutre um sentimento positivo sobre algo, é mais fácil lembrar-se deste item.

Ele se torna um talismã de afeto, algo que o cérebro recorre quando acionado pelos gatilhos mentais corretos.

Dessa maneira, a comunicação da sua oferta, seus produtos e seus diferenciais se torna muito mais fluida e direta. Assim, sua empresa pode ver resultados como:

  • Sua marca se torna mais memorável.
  • Seu conteúdo se torna mais compartilhável.
  • Você influencia mais assertivamente as decisões de compra.
  • Você constrói uma relação mais profunda com os clientes, estimulando sua lealdade.

O motivo é simples: com o Marketing Afetivo, sua empresa consegue derrubar algumas barreiras de desconfiança do cliente em potencial, atingindo-o em locais confortáveis na sua mente, como uma memória de infância, por exemplo.

Como implementar o Marketing Afetivo?

Assim como qualquer outra estratégia de marketing, existe uma maneira perfeita de fazer o Marketing Afetivo ser bem-sucedido.

A primeira ação é entender qual sentimento você quer inspirar em seu público.

Lembre-se: há outras áreas do marketing que estudam o uso de emoções mais negativas, como o medo e a raiva. Não é este o foco com o Marketing Afetivo.

O intuito é resgatar sentimentos positivos, como felicidade, nostalgia, saudades, carinho e o próprio afeto.

Mas como fazer isso? Trouxemos algumas dicas:

  • Entenda seu público em um nível mais profundo: vá além do público-alvo e busque entender a persona (o perfil do cliente ideal) da sua marca.
  • Conte uma história: Agora que você conhece seu público, crie uma história com a qual eles possam se relacionar.
  • Preste atenção ao design dos produtos e peças publicitárias: Você já ouviu falar na Teoria das Cores? É algo que pode contribuir com sua estratégia: utilizando certas cores para evocar diferentes sentimentos nas pessoas!
  • Seja autêntico: Você precisa entender os valores fundamentais de sua marca e alinhá-los com sua campanha. Sua sinceridade e autenticidade são importantes!

Nova relação entre marca e consumidor

Percebeu como é importante conhecer o seu consumidor para que sua marca possa construir uma relação significativa com ele?

Esse é um trabalho árduo, mas que compensa no sentido de ressignificar o relacionamento — que deixa de ser meramente comercial.

Mas como fazer isso, na prática?

Uma forma é mapear bem o seu público-alvo, colocando em uma planilha todos os detalhes sobre ele.

Nesse ponto, entender sobre essa ferramenta pode ser determinante na criação ágil de suas personas.

Uma dica é investir em um curso de excel online para ter maior domínio, possibilitando uma melhor construção do perfil de seu cliente ideal!

Como gerar vínculos com Marketing Afetivo?

Agora, de forma ampla e considerando toda sua operação, como implementar o Marketing Afetiva na empresa de modo eficaz? Saiba que o esforço para gerar vínculos afetivos com seus clientes vai além do Marketing.

Que tal conhecer algumas dicas para estimular uma relação mais positiva e significativa entre sua marca e os clientes? Veja só:

#1 Capacite seus funcionários

Não adianta seu marketing pregar uma coisa, mas os funcionários reproduzirem outra. O seu time de vendas precisa estar bem motivado e alinhado com os valores da empresa.

Por isso que o Marketing Afetivo é tão amplo: ele envolve os valores da sua empresa, que devem ser transmitidos pelos colaboradores. Com isso, os funcionários agregam em competências técnicas e também em competências comportamentais

Por isso, capacitação e direcionamento são fundamentais para o sucesso da sua estratégia.

#2 Invista em um atendimento humanizado e personalizado

Um dos caminhos para gerar vínculos mais afetivos com os clientes é oferecendo um atendimento humanizado. Ou seja, em que o cliente — e suas necessidades — sejam o foco.

Desse modo, o consumidor se sente mais bem-vindo ao ambiente da empresa, seja esse um atendimento pessoal ou um atendimento digital.

Com o tratamento personalizado, ele não é apenas um número ou um ticket, mas uma pessoa com sentimentos e necessidades — que são compreendidos pela empresa.

#3 Adote práticas de Marketing Sensorial

Sabe o que complementa muito bem o Marketing Afetivo? O Marketing Sensorial!

Trata-se de uma submetodologia, que busca estimular os sentidos de uma pessoa, como o tato, olfato, paladar, visão e audição.

Por exemplo, para um restaurante, um bom mix seria uma ação que busca suscitar uma emoção (saudade), com um sentido (o aroma da comida).

#4 Promova interação

De nada adianta criar campanhas elaboradas de Marketing Afetivo, se você não promove a interação do público com suas ações e com sua marca no geral.

Estimular o engajamento em redes sociais ou mesmo no ponto de venda é uma forma de conscientizar o público sobre seu posicionamento.

Assim, você se estabelece com mais facilidade no consciente coletivo.

#5 Convide os consumidores a darem depoimentos sobre a marca

Uma ação muito importante para contribuir com o Marketing Afetivo é, efetivamente, envolver os clientes nas ações da marca.

Uma forma é convidar os consumidores a darem depoimentos sobre a marca e seus produtos, tentando mostrar quais emoções foram estimuladas.

É uma forma de criar um vínculo ainda mais pessoal com a grande parcela do público, convencendo-os a conhecer, compartilhar e comprar seus produtos!

Conclusão

O Marketing Afetivo é uma estratégia que cada vez mais ganha força na comunicação corporativa.

Por isso, sua empresa deve conhecer tudo sobre a metodologia e como aplicá-la.

Neste blogpost, ensinamos o básico sobre o assunto, explicando a importância do Marketing Afetivo e como implementá-lo em seu negócio.

Gostou do conteúdo? Então siga acompanhando o nosso blog para mais dicas!