Muito se fala sobre taxa de conversão. Infelizmente, nem todas as empresas têm ciência de como essa métrica pode ser fundamental para o negócio: é preciso estar de olho para entender o que ela é, como ela está sendo usada em cada ação de marketing e o que esses números significam para a sua empresa.

Ainda hoje, existem empresários que não se atentam muito aos números relacionados às taxas de conversão das empresas, perdendo excelentes oportunidades de expandir o negócio e otimizar os esforços de comunicação, marketing e vendas.

Para que você entenda melhor o que é essa taxa de conversão, preparamos um conteúdo para você.

O que é uma taxa de conversão?

A taxa de conversão mede como está o retorno de cada investimento da sua companhia. Ela pode medir a quantidade de pessoas que preencheram um cadastro, que se inscreveram para receber a newsletter da empresa, que executaram uma compra ou, até mesmo, que solicitaram um orçamento.

Ela é importante para entender como as ações que estão sendo executadas estão performando, o que permite verificar onde a sua empresa está tendo maior retorno.

A taxa de conversão pode, inclusive, ser calculada em cada etapa do funil, a fim de identificar onde estão o gargalo, as maiores dificuldades e fraquezas da estratégia e, claro, como e para onde a sua empresa deve redirecionar os esforços.

Como calcular a taxa de conversão?

Para calcular a taxa de conversão das suas páginas e ações, é preciso levar em consideração três critérios básicos:

  • visitantes para leads;
  • leads para oportunidades;
  • oportunidades para clientes.

Em um exemplo prático, para a transformação de visitantes para leads, precisamos observar os números de acesso ao site e o número de conversões. Você dividirá o número de conversões pelo número de acessos.

Se o seu site teve 1.000 acessos, com 32 conversões, sua taxa de conversão é de: 3,2%.

O segredo é saber como utilizar cada taxa de conversão nos diferentes estágios do funil.

Estratégias de conversão

As taxas de conversão podem estar relacionadas à diversas estratégias dentro da sua empresa e podem ser medidas de várias formas. Por isso, vamos dar alguns exemplos claros de taxas mais comuns.

1. Landing pages

As landing pages são um exemplo comum de páginas de conversão. Elas têm um formulário para que os visitantes preencham com as informações e recebam um conteúdo exclusivo, assistam a algum vídeo, solicitem um orçamento ou se cadastrem para falar com um profissional, por exemplo.

Nessas páginas, é fundamental medir quantas pessoas entraram e quantas, de fato, cadastraram-se no formulário.

2. E-mail marketing

O e-mail marketing tem duas formas de converter usuários:

  • Através de links dentro dos e-mails: no caso de campanhas de e-mail marketing ou links para artigos e materiais, é possível medir quantas pessoas realmente clicaram nesses links e foram para as páginas de destino de seu interesse. O redirecionamento para essas páginas, se for interessante para a sua empresa, pode ser considerado uma conversão por parte do usuário;
  • Através de cadastros para assinar a newsletter: aqui é medida a quantidade de pessoas que se cadastraram para receber a newsletter da sua empresa.

3. Anúncios

Outra forma comum de medir a taxa de conversão é através de anúncios. Nesse momento, devemos calcular o número de pessoas que foram expostas aos anúncios e a quantidade de pessoas que realmente clicaram no botão de conversão de cada um deles.

Como mensurar a taxa de conversão

Para que você acompanhe os números de envolvimento das suas ações de comunicação, é possível utilizar duas ferramentas básicas:

1. Analytics

A primeira ferramenta — e mais comum — é o Google Analytics. Essa ferramenta permite que você acompanhe os dados de acesso e de conversão dentro do seu site, blog e ecommerce, analisando o comportamento do usuário, descobrindo quais são as páginas mais acessadas, de quais regiões vêm o maior número de visitas, etc.

2. Redes sociais

As redes sociais também permitem que você analise o comportamento dos usuários em relação à sua empresa. Com elas, é possível identificar o alcance das publicações, o número de comentários, as mensagens e as interações, como curtidas nas publicações e na página, etc.

Essas informações vão ajudá-lo a entender como está a conversão dentro das suas páginas nas plataformas digitais, além de mostrar se os conteúdos que estão sendo trabalhados estão trazendo os resultados esperados pelo seu time de marketing.

O que mensurar

Como dito anteriormente, muitas coisas podem significar conversão para a sua empresa. É preciso que você analise o que faz sentido como conversão dentro da sua estratégia de marketing vigente — e quais métricas realmente precisam ser acompanhadas.

As conversões mais comuns existentes nas diversas estratégias de marketing são: conversão de visitantes em leads, conversão de leads em oportunidades, conversão de oportunidades em vendas, número de comentários, número de formulários preenchidos, interações com os conteúdos dentro de e-mails, interação com os conteúdos nas redes sociais etc.

Cuidados fundamentais com a sua taxa de conversão

Agora que você sabe o que é uma taxa de conversão, é hora de analisar como ela tem sido trabalhada dentro da sua empresa. É preciso entender que nem todas as métricas significam resultados reais para o seu negócio.

Por exemplo, no caso das redes sociais, o número de curtidas nas páginas não está diretamente ligado ao número de vendas que acontecerão na sua empresa. O mesmo é válido para o número de visitantes no seu e-commerce. É preciso concentrar esforços para transformar a maior parte de visitantes em oportunidades de venda. Do contrário, esses números serão apenas o que chamamos de “métricas de vaidade”, aquelas que muitos empresários levam em consideração, mas que não representam lucros para o seu negócio.

As taxas de conversão precisam ser medidas para que você entenda como anda o desempenho das suas ações de marketing — e onde você pode encontrar oportunidades de melhora!

Lembre-se que quem define o que é conversão é a sua empresa, com base nas estratégias que você está criando e nas ações que serão executadas.

Você tem calculado a taxa de conversão das suas ações de marketing? Sabe o que representa cada conversão dentro do seu funil de marketing?

Gostou do nosso post de hoje? Então deixe um comentário e conte as suas experiências e dúvidas!

Comentários