Blog Carratu

O QUE É UMA LANDING PAGE E POR QUE É IMPORTANTE?

O-QUE-E-UMA-LANDING-PAGE

Você sabe o que é uma landing page, mas tem dificuldade de criar uma? Já viu diversos modelos de páginas como essas, e quer encontrar as ferramentas ideais para se diferenciar?

Muitas pessoas também acham que sabem o que é uma landing page, mas não dominam todo o conceito por trás dessas páginas e nem sabem o quanto elas podem fazer toda a diferença no negócio para atrair leads

Identificando este gargalo, fizemos este artigo para explicar melhor sobre este assunto e estamos trazendo um verdadeiro guia para você.

Não queremos apenas explicar conceitos e teorias. Nós também estamos trazendo dicas verdadeiramente práticas para você começar a aplicar e fazer testes até encontrar o que funciona melhor para o seu negócio.

Então continue a leitura e entre em contato com a gente se tiver alguma dúvida ou se precisar de ajuda para otimizar o seu Inbound Marketing por meio de landing pages verdadeiramente atrativas.

fale-conosco

O que é uma Landing Page?

Se formos traduzir literalmente do inglês, esse termo significa página de aterrissagem. Ou seja, é um endereço em que um usuário encontra o seu blog, sem que ele digite a URL do seu site diretamente no navegador.

Mas esse significado é muito amplo e difere do que chamamos de landing page no Marketing Digital.

Neste caso, estamos nos referindo a uma página estratégica que é bem definida e toda pensada para gerar conversão.

Uma landing page não precisa gerar venda. Porém, ela deve atrair os seus visitantes para o que você quer entregar. Isso pode ser um ebook gratuito, um webinar, um blogpost ou até a contratação direta do seu serviço.

Ou seja, toda landing page tem um objetivo bem definido que regerá toda a produção dela.

A maioria das páginas e posts de um site é cheia de links para levar o leitor a outros conteúdos daquele endereço. Mas a landing page funciona de forma diferente.

O objetivo desta página é exatamente fazer o usuário focar em uma CTA único, que esteja bem claro, direto e atraente. Por isso, não faz sentido redirecionar a atenção do leitor para outros links.

Por que usar uma Landing Page?

Você pode estar se perguntando qual é o motivo de utilizar esse tipo de página em vez de fazer direcionamentos ao longo do seu site com CTAs como ocorrem em outros endereços.

E isso se justifica por um motivo bem simples: a taxa de conversão de uma landing page é muito superior à de outras páginas. Isso faz toda a diferença para o seu negócio porque pode representar mais leads e mais lucro.

Esse resultado acontece porque uma landing page tem uma proposta clara e direta, sabendo como guiar o leitor. Além disso, os textos informativos costumam ser curtos e focados em mostrar ao usuário o que ele pode ganhar realizando aquele CTA.

As pessoas gostam de receber informação dessa forma para poderem tomar uma decisão rápida sobre interagir ou não com o seu site. E, como você cria aquela página de forma estratégica, o índice de conversão costuma ser bem mais interessante do que em páginas comuns.

Porém, você também não pode agir assim com todo o conteúdo do seu site porque isso pareceria apenas uma estratégia de vendas, não é verdade?

Por isso, recomendamos que você analise bem o que tem a oferecer ao seu público para entender quais tipos de landing pages podem ser mais interessantes e onde elas devem ser inseridas. 

Você pode criar diferentes tipos de páginas para oferecer o mesmo material, por exemplo. E direcionar cada uma delas ao público que mais fizer sentido.

Imagine que você tenha um ebook sobre tecnologias aplicadas na área de educação. Esse material pode atrair os gerentes de grandes instituições, mas também pode ser interessante para investidores que apenas gostariam de aprender mais sobre esse assunto.

Provavelmente esses públicos seriam atraídos por argumentos diferentes. Por isso, faz sentido criar duas páginas diferentes em que cada uma mostra as vantagens do material por um ângulo.

Entender esse tipo de estratégia e aplicá-la da forma correta pode elevar a sua taxa de conversão em uma quantidade promissora.

Quais as ferramentas para criar uma Landing Page sem precisar de desenvolvedor?

Quando você cria a sua estratégia, os copys e identifica exatamente qual CTA deve ser utilizado, chega o momento de realmente criar essa página na prática.

E mesmo entendendo bastante o que é uma landing page, isso pode ser um desafio. Sabemos que o visual precisa ser tão atraente quanto o seu conteúdo. E, mesmo que você tenha uma estratégia matadora, ela pode perder força se a LP não for bem produzida.

Mas a boa notícia é que você não precisa de um desenvolvedor para criar uma página com essa estrutura. É claro que isso pode ser bastante útil quando você busca uma criação bastante personalizada em que você já tenha várias ideias em mente.

Mesmo assim, existem diversas ferramentas oferecidas pelas empresas de Marketing Digital que fazem a criação da landing page.

Não existe uma receita e tudo é teste. Então, nós sugerimos que você utilize as opções que se interessar mais e metrifique os resultados para identificar quais modelos geram as melhores conversões.

1.HubSpot

Você provavelmente já ouviu falar da HobSpot porque ela é uma gigante internacional do Inbound Marketing e uma das empresas mais tradicionais e conhecidas do segmento.

Por isso, ela também oferece soluções bastante interessantes de Marketing Digital, principalmente para os grandes players do mercado.

E a criação de landing pages é uma das ferramentas que a empresa inclui em seu pacote, assim como outras soluções relacionadas a e-mail marketing.

Dependendo do tamanho do seu negócio e dos seus objetivos, vale a pena analisar os planos que cada empresa oferece para identificar qual delas oferece o melhor custo-benefício. Isso não apenas em relação às landing pages, mas também às outras soluções de Marketing Digital.

2.Instapage

Leia também:  CUPOM RD STATION DE ONBOARDING: SAIBA COMO GANHAR UM

A Instapage é uma ferramenta muito diferente da anterior e ela conta até com um plano gratuito, embora seja apenas para as páginas com até 100 visitantes mensais.

A Instapage é ótima para os leigos que não possuem conhecimento técnico e buscam uma página atraente com a cara do seu negócio. 

Ela conta com uma ampla gama de modelos prontos em que você consegue editar alterando fatores como cor e fonte, por exemplo.

Ou seja, se o seu foco é realmente investir em landing pages quando você pensa em uma ferramenta, e não no Marketing Digital como um todo, como funciona com a HubSpot, a Inspage pode ser uma alternativa bem interessante para você.

3. Carrd

Trouxemos esta alternativa como uma via para as pessoas que contam com um baixo orçamento para investir em Inbound Marketing.

A Carrd tem templates prontos e se comportam de forma responsiva para diferentes dispositivos, o que é um diferencial quando falamos em SEO e na experiência do cliente com a página.

Além disso, essa é uma ferramenta muito simples de usar e entender como funciona. Ela conta com uma versão gratuita em que você utiliza o domínio do site para manter a sua LP. Mas você também pode aproveitar a versão paga para utilizar as páginas em seu próprio endereço.

Apesar de ter um custo, ele é bem abaixo de outras ferramentas do mercado. Mesmo assim, a Carrd não conta com uma opção tão vasta de modelos e edições permitidas como outras ferramentas do meio. 

Mas se o seu negócio for pequeno e você estiver começando a criar esse tipo de estratégia, ela pode ser um recurso bastante vantajoso.

4.Wix

A Wix é bastante conhecida, mas a sua fama é mais direcionada à criação de sites. Mesmo assim, ela também pode ser uma geradora de landing pages.

Como esse recurso possui muitos templates em sua base de dados, você pode aproveitá-los fazendo as edições necessárias para deixar as páginas com a cara do seu negócio.

Outra vantagem da Wix é que ela já possui uma otimização para os mecanismos de busca, além de ser responsiva. E ainda vale ressaltar que o seu editor também é simples de usar. 

Essa é uma ferramenta que pode ser usada de forma gratuita. Porém, você, provavelmente, preferirá a opção paga que inclui domínio próprio e um maior espaço de armazenamento.

Assim como a Carrd, ela também é uma boa alternativa para as pessoas com pouca verba ou conhecimento de mercado. Mesmo assim, possui muitos recursos interessantes que podem ser aproveitados. 

Quais são os elementos de uma Landing Page?

Para entender o que é uma landing page completamente, você precisa conhecer os elementos que a compõem.

Assim, você consegue identificar exatamente quais são as etapas em que precisa trabalhar para criar uma página matadora que deixe o seu público realmente atraído e pronto para converter.

Então mostraremos um pouco melhor como você pode usufruir desses elementos para conquistar mais leads.

Título

O título é a primeira coisa que o seu leitor irá ver. Um título chamativo pode não ser o responsável pela conversão. Porém, é ele que faz um maior número de pessoas clicarem no seu conteúdo e terem – ou não – vontade de ler o que se encontra na landing page.

Ou seja, um bom título pode fazer com que um maior número de pessoas encontre o seu site, o que pode representar um valor significativo em relação ao número absoluto de leads convertendo, mesmo que a taxa de conversão em si não mude.

E esse título precisa ser curto, direto e bastante atraente. Você pode usar diferentes estratégias para isso. Pode ativar a curiosidade do leitor, pode impressioná-lo com números ou, inclusive, fazer uma promessa.

Lembre-se de fugir dos  clichês e evitar o óbvio que a maioria das outras empresas já faz. As pessoas gostam do que é diferente e isso pode ser uma vantagem significativa para você.

Também é muito importante que só de ler o título o usuário já entenda qual ganho ele vai ter clicando no botão de conversão da página.

Ou seja, a mensagem precisa ser clara e direta.

Subtítulos

A sua LP pode ter um subtítulo ou alguns deles. O objetivo desse elemento é ser atrativo e complementar as informações que um título rápido não foi capaz de proporcionar.

Se você tiver um ebook, por exemplo, e quiser explicar um pouco sobre os principais pontos que o leitor encontrará nele, pode criar um subtítulo para cada fator que considerar importante.

Textos

Os textos são onde você pode explicar de forma mais completa o que a sua landing page traz de interessante. Eles costumam vir seguidos dos subtítulos e podem ter um papel fundamental na conversão dos leads.

Se o seu potencial cliente ficar interessado em saber mais sobre a LP, ele lerá com atenção o que estará escrito nela e é isso que fará ele tomar a decisão de clicar ou não no seu link.

Por isso, é muito importante usar textos diretos, que não sejam muito longos, mas passem uma informação de qualidade.

Esse é o momento em que você pode ressaltar os benefícios do seu produto ou serviço. Então pense bastante antes de preparar as suas copys.

Imagens

Uma landing page não precisa, necessariamente, de uma imagem. Porém, os elementos visuais são recursos interessantes para complementar a mensagem passada pelos textos de forma leve e até inconsciente.

Diante disso, se você conseguir pensar em imagens que tenham bastante relação com o que está sendo oferecido e passem uma sensação positiva, é uma ótima ideia apostar nelas.

Se você tiver um design mais neutro, mas uma imagem chamativa, ela pode captar a atenção do seu leitor, por exemplo. Também lembre-se disso ao escolher o que será utilizado porque você não quer que o usuário se desvie do que está escrito.

O objetivo é gerar conversão. Assim, analise o que garante a você uma probabilidade maior de isso acontecer.

Botão 

O botão é onde o usuário clica para chegar à página ou ao material de destino. Ou seja, ele contém o CTA da sua landing page e deve ser bem direto e chamativo.

Recomendamos que você comece o CTA com um verbo, para estimular o leitor a fazer uma ação. Ela pode ser baixar o seu material, ler um outro conteúdo do blog, se inscrever para um webinar.

Basta você identificar o que faz mais sentido de acordo com o que está sendo oferecido.

Demais elementos

Leia também:  AUTOMAÇÃO DE MARKETING: REDUZA O TEMPO DE NUTRIÇÃO

E ainda existem outros fatores que são menos evidentes, mas também fazem toda a diferença na sua LP. É o caso do template e design escolhido para ela, por exemplo.

Se a sua página conter um formulário, você também precisa decidir quais campos deverão ser preenchidos pelo usuário para ter acesso ao que está sendo oferecido.

Por um lado, quanto mais informação você tiver do seu lead melhor. Isso faz toda a diferença para transformar este contato em um cliente.

Por outro, pedir dados demais pode fazer a pessoa desistir de preencher o formulário. Ela pode não querer disponibilizar tantas informações ou simplesmente estar com preguiça de fazê-lo.

Esse é mais um motivo pelo qual identificar quais campos incluir no formulário deve ser uma decisão estratégica.

Como saber quais as informações devo pedir no meu formulário?

Diante do que comentamos anteriormente, como saber exatamente os dados que você pode pedir?

Assim como ocorre com o design, você pode fazer testes. Ou seja, crie páginas diferentes e identifique aquelas que performam melhor. Mas lembre-se de analisar não apenas a conversão da LP em relação ao acesso do seu material. Também identifique quais daquelas pessoas de fato viraram clientes.

Mesmo assim, já podemos adiantar alguns fatores que são importantes você analisar. O primeiro deles é decidir como você pretende entrar em contato com o lead.

Se você pretende fazer isso por email, pode não ser tão interessante pedir o telefone da pessoa no formulário. Essa é uma informação que muitos indivíduos pensam duas vezes antes de conceder. E, se ela não tiver muita importância para você em um primeiro momento, você pode considerar descartá-la.

Porém, se a sua abordagem com o lead é por telefone, seja através de uma ligação ou um contato pelo WhatsApp, por exemplo, então solicitar o telefone da pessoa pode ser essencial, mesmo que isso diminua a sua conversão.

Em resumo, nós recomendamos que você analise qual é o seu objetivo e estratégia antes de preparar esses campos dos formulários.

A maioria das páginas pede, pelo menos, nome, sobrenome e email da pessoa. Mas, muitas delas também perguntam a empresa em que trabalham e outros dados que sejam relevantes para entender o lead e ajudem a identificar clientes em potencial.

A importância do SEO para a sua Landing Page

Quando falamos em landing pages, também não podemos deixar de comentar sobre a influência do SEO para garantir bons resultados.

Se queremos otimizar as nossas páginas para os mecanismos de busca, então estamos nos preocupando com a experiência que o usuário terá e com o alcance que a nossa campanha poderá atingir.

Quando você garante um bom tráfego para a sua página, o número de leads conquistados também será animador se você usar boas estratégias de conversão.

Além disso, existe uma grande vantagem em ter as suas landing pages otimizadas para SEO. 

Geralmente, os seus visitantes precisam percorrer um caminho longo para fazer uma compra ou virarem leads. Eles podem chegar ao seu endereço por um post do blog e ler diversos conteúdos, por exemplo.

Mas se você tem uma landing page ranqueando na primeira página para uma palavra-chave estratégica que você quer trabalhar, então você reduz consideravelmente o caminho que o visitante faz no funil até virar um potencial cliente.

Ou seja, ele já chega em seu site em uma página de conversão.

Tudo isso depende, também, do que você vai oferecer na LP. Se for um webinar, que é um evento esporádico, por exemplo, você pode considerar menos importante investir em SEO.

Mas se for um ebook com um material bem completo sobre determinado assunto, você pode aproveitar para tentar ranquear com termos de cauda longa. Então leve isso em consideração quando refletir sobre qual título utilizar e qual abordagem você utilizará ao longo da sua página.

Quais são as métricas de uma Landing Page?

Se você já criou a sua landing page e ela está, inclusive, ativa, é o momento de identificar como analisar os resultados obtidos.

Ou seja, quais métricas você deve observar para entender se a sua página está com uma boa performance? Além disso, quando é o momento de mudar a estratégia e fazer novos testes para observar os novos resultados?

Uma das métricas mais importantes que recomendamos você a analisar é a taxa de conversão da sua página. Ou seja, do total de pessoas que chegam até a sua LP, quantas clicam no link com o CTA?

Algumas alterações na página, mesmo que sejam simples mudanças de cor ou de fonte, podem aumentar drasticamente a sua taxa de conversão.

Mas você só saberá fazer esse tipo de análise se trabalhar com números e puder comparar o que cada teste apresentou de resultado.

Outra métrica que muitas pessoas ignoram é o tempo de permanência na página. Mas ele pode trazer insights bem interessantes sobre como a sua landing page está performando.

Se as pessoas passam segundos nela e já saem, então elas, provavelmente, nem chegam a ler os textos que você preparou. Neste caso, o problema pode ser o título pouco atraente ou algum elemento gráfico.

Mas se elas ficam bastante tempo em contato com a página e mesmo assim não geram conversão, então você pode pensar em outras formas de abordar os textos, com diferentes estratégias de copy.

Uma terceira métrica que consideramos muito importante de medir é o custo por lead, chamado de CPL. Quando você aposta em uma campanha paga, pode receber leads qualificados ou não. E o custo disso é um dos indícios que ajuda a mostrar a qualidade desses leads.

O ideal é que o seu CPL não seja alto nem baixo, mas sim dentro do que você definiu como esperado. Esse é o melhor caminho para você identificar se o investimento feito gera o retorno esperado.

O que é uma página de agradecimentos?

O trabalho não termina com a conclusão da landing page. Quando um lead converte, ele deve ser nutrido para se aproximar cada vez mais do seu objetivo, sendo ou não uma venda.

Diante disso, consideramos bastante importante você criar uma página de agradecimento para as pessoas que preencherem o formulário e disponibilizarem informações para receber algum material ou benefício.

O objetivo dessa página é se aproximar ainda mais do lead, gerando uma probabilidade maior de retê-lo. A pessoa se inscrever para o seu webinar não significa que ela de fato irá comparecer ao evento. 

Com a página de agradecimento, você aumenta a chance de o lead interagir com a sua empresa e acabar se tornando um cliente.

Geralmente, essa página aparece assim que a pessoa acaba de clicar no CTA. Ou seja, ela se torna um primeiro contato do lead com o seu conteúdo.

Você pode simplesmente agradecer pela confiança e fazer textos mais genéricos ou até aproveitar este momento para ressaltar outros fatores importantes que chamem ainda mais a atenção do lead para a sua empresa.

Ou seja, pense em qual é a sua estratégia e objetivo para tornar a sua página de agradecimento ainda mais útil e otimizada.

marketing-conteudo

Automação dos Leads

Quando você consegue leads por meio de uma landing page, pode pensar nas formas de automatizá-los em sua plataforma de Marketing e Vendas. 

Quanto maior e mais complexo for o seu negócio, mais isso será importante.

Se você escolher fazer um contato com o lead por email, por exemplo, pode automatizar o processo para já enviar o fluxo de email aos leads.

Existem diversas ferramentas de automação de leads, e uma delas é a da própria HubSpot que comentamos ao longo deste artigo.

Mas se o seu negócio ainda não permitir um investimento alto em automação, então você mesmo pode deixar uma etapa do processo parcialmente automatizada para ter um trabalho menor ao contatar cada lead.

5 ferramentas para gestão de lead

Trouxemos uma lista com algumas ferramentas de automação que podem ajudar você a lidar com os seus leads e aproveitar, ao máximo, os recursos do seu Marketing Digital.

  1. HubSpot: plataforma internacional de Marketing Digital. Ela possui recursos bem completos ideais para grandes empresas, facilitando a análise das métricas e o lead scoring. Isso auxilia o time de vendas a identificar quando um lead está pronto para se transformar em cliente.
  2. RD Station: plataforma nacional bem focada na realidade brasileira. Ela permite que os leads sejam separados em grupos de acordo com suas características. Isso permite uma personalização das mensagens mais fácil e a plataforma ainda permite a criação de landing pages, a análise de leads e o disparo de emails de forma automática.
  3. Lahar: plataforma em amplo crescimento que se destaca pela diversificada gama de funcionalidades. Além de disponibilizar recursos como lead scoring, fluxo de nutrição de emails e criador de landing pages, ela também conta com SMS marketing, whitelabel e outros recursos interessantes.
  4. MailChimp: recomendamos essa ferramenta para automação de leads porque ela é excelente para quem quer trabalhar email marketing a partir da segmentação de contatos. Além disso, você pode integrá-la com as suas redes sociais, sincronizando dados.
  5. Active Campaign: uma das ferramentas mais famosas por ser bem fácil de mexer e com uma interface intuitiva. A segmentação de leads da Active inclui uma diferenciação geográfica, o que pode ser bastante interessante.

Os benefícios de se ter uma Landing Page nas suas campanhas de Marketing

Com todas as informações que passamos, você já sabe o que é uma landing page e como ela funciona. Também já tem acesso às dicas práticas para otimizar a sua página e fazer ela apresentar melhores resultados.

Mesmo assim, queremos ressaltar quais são os benefícios de ter uma LP nas suas campanhas de marketing, tanto para gerar melhores resultados quanto para saber analisá-los.

  • Landing pages são diretas e o cliente encontra rapidamente o CTA para o que ele precisa;
  • Elas são páginas fáceis de editar e você pode fazer diferentes testes para identificar o que dá mais certo;
  • As métricas das LP são claras e você consegue acompanhar o resultado delas ao longo do tempo;
  • O custo de sua criação costuma ser mais baixo do que o de outros tipos de páginas;
  • Elas apresentam uma taxa de conversão bem mais alta do que as páginas tradicionais do site. 

Essas são as principais vantagens. E você ainda pode aproveitar as LP para fazer páginas de agradecimento que retêm leads, o que aumenta a chance de eles se tornarem clientes.

Foto de carratu

carratu

20 anos de experiência em Marketing Digital, totalmente dedicado a guiar empresas de médio e grande porte para o melhor resultado de Vendas com o apoio do Inbound Marketing e o Google Ads.Quer saber quem faz a diferença no Nordeste, pesquise no Google.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?