UM BOM EXEMPLO DO EMAIL DE VENDAS

A última atualização deste post foi em por

Um exemplo de email de vendas começa com o bom entendimento da forma como você irá abordar o seu público, como irá redigir o texto e como irá pensar no processo de vendas.

Resolvi escrever este artigo pois a algum tempo encontro pedidos de ajuda de pessoas que seguem o meu perfil do Instagram de consultoria e que me procuram para perguntar como se faz um email bem feito e como melhorar o seu processo de vendas, que vem do Inbound Marketing ou até mesmo do Outbound Marketing.

Então neste texto vou abordar:

Espero ajudá-lo com estas explicações que poderão fazer enorme diferença, nesse caso, na forma como você irá abordar seus possíveis clientes, sem cair na caixa de spam.

O QUE É SPAM ?

O termo spam possui vários significados, porém o mais aceito é o que vem da marca SPAM, que é um tipo de carne de porco enlatada da empresa Hormel Foods Corporation.

A associação entre emails e essa carne aconteceu em um programa de humor inglês, chamado Monty Python. Na década de 70 eles fizeram um quadro em um restaurante em que todos os pratos que a atendente indicou possuíam SPAM. Ao longo de todo o quadro, essa palavra ficava sendo repetida.

Anos depois, quando os emails de spam começaram a ser disparados em massa, eles foram comparados à repetição chata que apareceu nesse quadro. Mas o que define um email como spam?

São emails completamente genéricos, em que o objetivo é alcançar o maior número de pessoas possível, não se preocupando se o prospect tem interesse em receber a mensagem ou não.

Nesse tipo de estratégia o volume ganha da eficácia.

Por exemplo, dispara-se o email para 10 mil pessoas e, se mil converterem, o objetivo é alcançado. Nunca use esse tipo de estratégia em vendas!

Nunca use esse tipo de estratégia em vendas!

O QUE É EMAIL MARKETING?

O email marketing, amplamente utilizado nas estratégias de Inbound Marketing, é baseado na permissão do usuário em receber aquele conteúdo, ao contrário do spam e do cold mail.

Por isso a pessoa pode solicitar a qualquer momento parar de receber as mensagens, através de um link de descadastro. Ele normalmente é enviado para uma grande base de contatos, mas não tão grande quanto o spam.

O conteúdo procura gerar valor e transmitir a mensagem que aquelas pessoas se inscreveram para receber com certa frequência.

Mesmo que minimamente, ele pode ser enviado de maneira personalizada utilizando as informações que foram coletadas por meio dos formulários de inscrição para que, dessa forma, ele possa passar a sensação de que aquele conteúdo foi enviado com exclusividade.

O QUE É COLD MAILING?

O cold mail começa a se diferenciar das outras estratégias por trabalhar com um volume menor de envios.

Ele nunca deve possuir um link de descadastro porque, nesse tipo de estratégia, o prospect precisa acreditar que o email foi escrito diretamente para ele por um ser humano ao invés de um robô.

O que pode ser feito aqui para ganhar eficiência é o aproveitamento de templates, o que deve ser feito de maneira moderada.

A personalização é a chave para obter bons resultados com cold mails. As informações utilizadas para construir esse email devem ser obtidas de forma ativa, ou seja, estude um pouco o lead antes de enviar sua mensagem.

Lembre-se: o seu principal objetivo deve ser gerar algum valor para a pessoa que está lendo, seja você resolver um problema que ela pode estar enfrentando ou conscientizá-la de uma dor comum no mercado.

NUNCA FAÇAM SPAM

Bom, depois da analisarmos os três tipos mais usuais de email, posso dizer que parte das análises que muitos profissionais de marketing e vendas fazem no mercado sobre o uso do email em processos comerciais é baseado no modelo do SPAM.

Querem do dia para a noite resolver um problema de vendas, enviando um email para uma base desconhecida, falando de forma genérica, vendendo o produto/serviço em um texto ou arte que já o caracteriza como uma abordagem comercial e muito provavelmente os servidores entregarão este conteúdo numa caixa de SPAM na sua conta de email.

Você até pode usar esta estratégia acreditando que dará certo, mas te garanto que não haverá um engajamento que te motive a retornar esta ação outras vezes.

A MELHOR ESCOLHA NO MEU PONTO DE VISTA

Para mim o primeiro contato deve ser feito de forma estudada, e os pontos críticos que devem ser analisados são:

  • Saber para quem você está mandando (persona ou ICP)
  • Segmentar a sua comunicação por cada disparo
  • Usar um texto de linguagem simples, que tenha relação com o segmento profissional
  • Trabalhar com uma ferramenta que possa personalizar o seu email como a Reev
  • Usar uma lógica como o AIDA – Atenção, Interesse, Desejo e Ação
  • Sempre criar uma CTA, ou Call to Action, para entender se houve interesse (mas sem vender)

Por isso para mim a melhor opção das três é o Cold Mailing.

Pois ele é um processo em que você constrói tentativas de iniciar uma conversa com alguém, e o seu objetivo é, de fato, iniciar essa conversa, para poder ajudar o seu público que precisa da solução que você tem e que pode resolver as dores dele.

Então, através do cold mail você deve buscar chamar a atenção do lead, para que ele queira se conectar com você.

ANTES DE ESCREVER O QUE DEVO FAZER?

Um bom email de vendas para clientes, começa com uma boa conversa, e para você entender como isso irá nascer, fique sempre de olho na sua base de dados a qual servirá para realizar o disparo do seu email.

Você precisa conhecer bem esta base, para pensar na conversa que será criada para ela, identificar suas dores e falar de forma personalizada. Quando me refiro de forma personalizada, ai entra o uso de uma plataforma que te ajude a massificar esta ação, sem perder o sentimento de personificação de cada email.

São através das variáveis do seu banco de dados de disparo que mostrarei na imagem abaixo, que será possível criar esta personalização, no caso utilizando a ferramenta Reev.co

Tela Upload Reev

Como você pode ver, para subir a sua base de dados na plataforma e criar a sua base de disparo, você pode trazer dados que enriquecerão a customização do seu email, como:

  • Nome
  • Sobrenome
  • Email
  • Empresa
  • Cargo
  • Telefone
  • Celular
  • Endereço
  • URL
  • LinkedIn

Ps. É muito comum os profissionais quererem fazer emails comerciais somente com uma base formada com nome e email. Então lembre-se, você estará errando nesta etapa tão importante, pois não criar uma relação de individualidade com a personalização do nome da empresa, localização e outras referências que os dados podem ajudar a customizar o texto, fará que o destinatário entenda que aquele email foi escrito de forma genérica ou ainda é de fato um spam.

COMO ESCREVER UM BOM COLD MAIL

  • Aparência

modelo de email comercialA decisão de ler ou não o seu email ocorre em apenas alguns segundos. Por isso procure seguir uma aparência que seja mais natural para as pessoas. Tente fazer um conteúdo de maneira simples. Não utilize cores de fundo ou coloque muitas imagens.

O objetivo é fazer parecer que aquele é um contato exclusivo e que existe uma pessoa por trás daquelas palavras. Aproveite para criar rapport.

Além de personalizado seu email deve ser curto. As pessoas tendem a ter preguiça de textos muito grandes e difíceis de entender. Escreva um conteúdo que pode ser lido e entendido em poucos minutos.

Assim você reduz o atrito entre ler, entender e responder.

  • Assunto

exemplo de email de vendasO assunto é o principal responsável pelo open rate ou taxa de abertura. Ele é o primeiro contato entre você e o prospect.

Se ele for pouco convidativo, menos pessoas vão ler o conteúdo completo do seu email. Para aumentar o seu open rate sempre demonstre algum tipo de valor no assunto. Utilize dados numéricos, percentuais, o nome do prospect ou da empresa.

Assim você vai se destacar e garantir, pelo menos, a leitura do assunto.

  • Corpo do Email

exemplo de email de vendasO corpo de email é a parte em que você vai, de fato, conseguir gerar valor, falar com o prospect, apontar uma dor, relembrar algum ponto importante daquela negociação, e assim por diante. Seu conteúdo deve ser fácil de ler e responder.

Tudo bem se você manter o conteúdo sucinto e escaneável, inserindo informações em forma de tópicos, por exemplo. Foque em mantê-lo pequeno, com no máximo dois minutos de leitura. Ao utilizar tópicos você vai organizar o seu conteúdo de uma maneira mais escaneável, o padrão utilizado fica mais claro e há um esforço menor para dar continuidade a leitura.

Outra boa estratégia é destacar em negrito as partes do corpo do email que são mais importantes.

Geralmente usamos essa estratégia na parte em que falamos sobre os resultados que podemos gerar.

  • CTA

exemplo de email de vendasO CTA (call to action) faz parte do corpo de email. Ele tende a vir no final e é o objetivo real do seu contato com o lead. Podem ser chamadas para ações como: responder o email, agendar um horário na sua agenda ou realizar uma demo.

Não ofereça no seu email muitas opções de CTAs. Quanto mais opções o seu prospect tiver, menor a sua possibilidade de receber uma resposta. Além disso, lembre-se que o foco aqui é direcionar ao máximo os próximos passos.

  • Assinatura de Email

exemplo de email de vendasPode parecer meio óbvio, mas a assinatura é importante. É através dela que o prospect vai saber quem você é e ter acesso ao site ou redes sociais da sua empresa.

Lembre-se que uma assinatura pode ser uma prova social de que quem está mandando este e-mail é uma pessoa e não um robô.

VEJA UM BOM EXEMPLO DE EMAIL DE VENDAS

Conforme disse, aqui vou disponibilizar alguns modelos de email comercial, que poderá ser utilizado de forma personalizada as suas necessidades.

São modelos de Cold Mail que te ajudam a prospectar com vários tipos de abordagem em diferentes momentos da prospecção.

Para receber o material que contém não só um exemplo de email de vendas, mas vários, basta clicar aqui!

modelo de email comercial

Comentários
Por Ubirajara Carratu

Quer nos conhecer?

Newsletter

Materiais Gratuitos