Não é exagero dizer que o Google está presente no dia a dia de grande parte da população mundial. Seja para procurar informações ou notícias, buscar produtos, comparar preços ou pesquisar localidades e endereços. Você mesmo provavelmente já deve ter usado essa ferramenta pelo menos uma vez hoje — ou, ainda, nas últimas horas. Por conta disso, diversas empresas têm apostado em estratégias para alcançar a primeira página do Google e, assim, otimizar a divulgação de seu negócio.

A visibilidade que as primeiras posições do Google trazem pode ser decisiva, especialmente se levarmos em consideração os micro momentos e a tendência cada vez mais imediatista das novas gerações. Aqui, o Google Meu Negócio também pode ser uma boa dica para melhorar suas chances de fisgar um bom posicionamento nesse ranking, especialmente em buscas locais.

Ficou curioso e quer saber o que mais você pode fazer para melhorar seu posicionamento no Google? Você certamente já viu as caixas destacadas sinalizadas como anúncio após fazer uma pesquisa, certo? Essa é a forma mais simples. A segunda forma, orgânica, envolve uma série de estratégias, uma vez que o Google utiliza diversos critérios para organizar seus resultados de pesquisa.

Não se preocupe: você está no lugar certo. Acompanhe a leitura até o final e entenda as melhores formas de chegar ao topo da primeira página do Google — com ou sem anúncios.

Como chegar na primeira página do Google com anúncios?

Provavelmente você já ouviu falar do Google Adwords, certo? Essa é a plataforma de anúncios no Google. A criação de uma conta é bastante simples: você só precisa de uma conta da empresa (que pode ser o seu Gmail, por exemplo) e um cartão de crédito.

Uma das principais vantagens de anunciar no Google é que, semelhantemente a algumas redes sociais, como o Facebook, ele permite a criação de anúncios segmentados. Isso significa que você pode restringir como, onde e com quem gastar o dinheiro que pretende investir naquele anúncio.

O custo-benefício também é interessante, uma vez que, normalmente, os anúncios só são cobrados quando há um acesso no site. A compra do anúncio funciona a partir da escolha de palavras-chave. O próprio Google disponibiliza uma ferramenta bastante útil na escolha de palavras-chave, em que é possível verificar inclusive o valor do lance. Outra dica importante aqui é tentar observar as palavras-chave utilizada por seus concorrentes e assim conquistar a mesma relevância que eles.

Como alcançar a primeira página do Google de forma orgânica?

Acredite, não é lenda: é possível chegar à primeira página do Google sem pagar nada! Para que isso aconteça, você precisa garantir que as páginas do seu site estejam bem indexadas. Resumidamente, isso significa dizer que você precisa explicar ao Google que seu site fala sobre determinado assunto que, por sua vez, pode se relacionar com outro tipo de conteúdo — e por aí vai.

O Google se utiliza de diversos critérios para indexar as páginas e priorizá-las em uma busca. Acompanhe a leitura para saber como se utilizar de alguns dos principais requisitos em sua estratégia.

Marketing de conteúdo

Também conhecido como marketing de atração, o marketing de conteúdo tem como um de seus principais objetivos o aumento da base de fãs de uma marca. Existe um motivo para essa estratégia ser considerada de “atração”: as empresas se utilizam da produção de conteúdo (preferencialmente relevante à brand persona) para atrair essas pessoas.

Aqui, é interessante dominar os conceitos de funil de vendas e nutrição de leads para saber como performar da melhor maneira possível. Agora, o que isso tem a ver com o ranqueamento em uma busca do Google?

O marketing de conteúdo se utiliza principalmente de ferramentas online, entre elas blogs, redes sociais e landing pages. Esse conteúdo também é ranqueado no Google e pode contribuir para que você apareça nas primeiras páginas de uma busca. Uma das formas de garantir isso por meio de textos em blogs é dominando algumas técnicas de SEO, tema do nosso próximo tópico.

SEO

Em português, Search Engine Optimization pode ser entendida como Otimização para Sites de Busca. Trata-se de um conjunto de técnicas que buscam melhorar a performance de um site ou blog, fazendo com que ele ganhe mais relevância.

Essas “melhores práticas”, muitas vezes, são recomendações do próprio Google. Como falamos anteriormente, são diversos os critérios adotados pela plataforma ao ranquear os sites em uma busca. Entre esses critérios, podemos incluir:

  • URLs amigáveis: URLs compatíveis com o título do texto, por exemplo;
  • palavras-chave: identificação e utilização adequada de palavras-chave mais buscadas no título e também ao longo de um texto.

Site responsivo

Foi-se o tempo em que um site responsivo era um diferencial. A popularidade dos smartphones e tablets tem elevado cada vez mais o acesso à Internet por meio de outros dispositivos que não o desktop. Por conta disso, hoje em dia, ter um site compatível com o formato mobile é uma premissa básica para a credibilidade online de uma empresa.

Por que isso é relevante para o resultado de uma busca no Google? Simples: pensando na experiência de seus usuários, a própria ferramenta de busca bloqueia sites não responsivos de aparecerem nas primeiras posições quando as pesquisas são feitas por meio de um dispositivo móvel.

Link building

Em uma tradução livre, o link building refere-se à construção de links em um texto. Essa técnica é muito útil para a criação de relevância para uma página ou site.

Idealmente, essa prática deve incluir tanto links internos quanto externos. Explicamos: a relevância do seu site tende a aumentar ao incluir em seu texto links para sites já considerados relevantes pelo Google; ao mesmo tempo, também é válido ter publicações suas linkadas em outras páginas, ainda que do seu próprio site.

Alcançar a primeira página do Google não é uma missão exatamente fácil. Ainda assim, existem várias ferramentas e estratégias que podem levá-lo lá. É possível, inclusive, mesclar estratégias de investimento em mídia paga com algumas das técnicas de SEO que mostramos aqui. Sem dúvidas, um bom consultor em marketing digital pode auxiliá-lo a tirar o melhor proveito de ambas essas técnicas.

Mostre a seus colegas — e concorrentes — que você já sabe como utilizar o marketing digital, o SEO e outras técnicas em prol da divulgação do seu negócio. Compartilhe este texto em suas redes sociais e até a próxima!

Comentários