Sair do conteúdo
Como aumentar a nota no Google PageSpeed Insights
Categories:

COMO AUMENTAR A NOTA NO GOOGLE PAGESPEED INSIGHTS?

Tempo é dinheiro. Com certeza você já ouviu esse ditado, não é verdade? Na internet isso não é diferente, a velocidade de um site é algo que impacta diretamente na sua estratégia de marketing digital e, consequentemente, na conversão dos leads e nas vendas da sua empresa. Nesse artigo, apresentaremos duas ferramentas que irão contribuir no desempenho do seu site e te ajudarão a aumentar a nota no Google PageSpeed Insights: o AMP e os CDNs. Além de uma fator que incide no rankeamento orgânico das páginas no Google, o desempenho também é uma questão de experiência do usuário e pode ser o ponto crucial para a permanência dos visitantes no site da sua empresa. Cada segundo conta, 40% das pessoas abandonam um site que leva mais de 3 segundos para carregar e essa taxa aumenta em 7% a cada segundo que se passa, como enfatiza a pesquisa realizada pela KissMetrics.

O que é o PageSpeed Insights?

Se você chegou até aqui, acredito que já conheça o PageSpeed Insights. Se não conhece, o PSI, como também é chamado, é uma ferramenta criada pelo Google que analisa a velocidade do seu site e sugere melhorias. A ferramenta é gratuita e seu uso é muito simples: Basta inserir o endereço do seu site, esperar alguns segundos e terá em suas mãos um relatório detalhado com uma lista de otimizações necessárias. As pontuações de desempenho variam de 0 a 100 e são categorizadas em três níveis:
  • Acima de 90: Seu site é rápido e requer pouca ou nenhuma otimização;
  • Entre 50 e 89: Seu site é moderadamente rápido e necessita de algumas otimizações;
  • Entre 0 e 49: Seu site é lento e precisa ser bastante otimizado;
aumentar a nota no Google PageSpeed Insights
Página de análise do PageSpeed Insights

Mas como aumentar a nota no Google PageSpeed Insights?

Essa não é uma tarefa tão simples, em uma atualização de novembro de 2018, a Google anunciou que o PageSpeed ​​Insights começou a incluir dados do Relatório de experiência do usuário do Google Chrome. Isso significa que o PSI, que agora é mantido pela Lighthouse, passou a capturar melhor como os usuários do mundo real utilizam seu site, o que eles chamam de Real User Measurementes (RUMs). A consequência disso para sites testados no Brasil é que o tempo de carregamento aumentou, principalmente em smartphones que acessam a internet via redes 3G e 4G, diminuindo bastante a pontuação dos sites. A situação piora no Brasil, visto que temos uma rede de telefonia lenta e pouco confiável, ocupando a posição 52 do ranking mundial divulgado em relatório da empresa de mensuração de conectividade OpenSignal.
OpenSignal: Velocidade 4g.
O 4G pelo globo: quanto mais escura a cor, mais rápida a velocidade — Foto: Divulgação/OpenSignal
Sendo assim, é necessário que os desenvolvedores mantenham-se sempre atentos as tecnologias que surgem e que, sempre que possível, seja feita uma análise minuciosa de todos os fatores listados no relatório do PSI ou de outras ferramentas. As otimizações vão desde a simples compressão de imagens até o aproveitamento do processo de cache do navegador e o tempo de resposta do servidor. Sabendo disso, listaremos duas ferramentas que podem contribuir no desempenho do seu site e te ajudarão a aumentar a nota no Google PageSpeed Insights de uma maneira rápida e prática: a utilização de CDNs e o Accelerated Mobile Pages Project.

Accelerated Mobile Pages Project

O Accelerate Mobile Pages Project (páginas aceleradas para dispositivos móveis, em português), ou simplesmente AMP, é um projeto da Google para tornar a navegação mobile praticamente instantânea. O AMP é Open Source e possui plugins disponíveis para WordPress, algo que torna sua instalação bem simples. Seu funcionamento consiste na criação de versões das páginas exibidas na pesquisa do Google, indicadas com a sigla “AMP” na busca. Essas páginas alternativas, criadas pelo AMP, são totalmente otimizadas, possuindo apenas um arquivo HTML (AMP HTML) e um JavaScript (AMP JS). O AMP HTML exibe só o conteúdo necessário e possui algumas tags específicas do AMP e o JS é responsável por assegurar a renderização rápida da página, carregando de maneira assíncrona tudo que é externo. Apesar de algumas críticas de desenvolvedores e criadores de conteúdo, baseadas na restrição que o AMP HTML causa ao layout e a presença do branding nos sites, que ao invés de se parecerem com as marcas tornam-se apenas páginas brancas com texto. É inegável as vantagens de desempenho e SEO que a ferramenta proporciona, o Google começou a notificar páginas lentas e que são bem posicionadas, então é ideal que seu site possua uma boa velocidade de carregamento e sua empresa consiga a aumentar a nota no Google PageSpeed Insights, tendo dentro das soluções possíveis o Accelerate Mobile Pages Project.

CDN (Content Delivery Network ou Rede de Distribuição de Conteúdo).

O CDN, Content Delivery Network ou Rede de Distribuição de Conteúdo, consiste em uma rede de servidores espalhados em pontos estratégicos pelo mundo que armazena o conteúdo do site na memória (na forma de “cache”) e entrega pro usuário baseado na localização dele, o conectando com o servidor mais próximo. Uma vez que seu site passa a utilizar CDN, o tempo de resposta do servidor é melhorado e, consequentemente, a velocidade de carregamento das páginas – ajudando a aumentar a nota no Google PageSpeed Insights. A utilização de CDN também garante mais robustez para o seu blog, pois, antes de acessa-lo diretamente, os visitantes passarão pelo conteúdo armazenado na nuvem e pelo Firewall – uma barreira onde é possível filtrar visitas maliciosas, protegendo contra DDOs e outros tipos de ataques de Hackers e Spammers, além de outras vantagens. Sendo assim, a utilização de CDN é fundamental para seu blog e pode garantir muitas vantagens para seu desempenho e segurança. Aqui na Carratu Digital, utilizamos os serviços de CDN da Cloudflare, uma empresa renomada que possui mais de 100 data centers diferentes ao redor do mundo. O CDN da Cloudflare é bastante prático, possui planos gratuitos e pode ser instalado através do site da empresa, possuindo também plugins WordPress que auxiliam sua configuração.

Aumentar a nota no Google PageSpeed Insights é um trabalho constante

As ferramentas aqui listadas são fáceis de usar e garantem muitos pontos na saga de aumentar a nota no Google PageSpeed Insights. Porém, otimização e desempenho são trabalhos constantes e devem ser rotina dentro das empresas que buscam alcançar posições melhores no Google e garantir uma boa experiência para seu visitantes e futuros clientes. O próprio PSI é só uma das diversas ferramentas que analisam velocidade e desempenho, existem várias outras no mercado, assim como outros tipos de parâmetros, fatores e maneiras de mensurar. O ideal é que os desenvolvedores mantenham-se alertas e entendam a realidade de cada empresa e de cada blog, garantido mais conversões e qualidade na experiência do usuário. Caso queira saber mais sobre SEO, desempenho e tudo que cerca o mundo do Inbound Marketing, continue acompanhando o blog da Carratu.