O formato widescreen revolucionou o cinema nos anos 20, sendo apresentado a todo o mundo com o filme “Napoleão”, de Abel Gance. O filme precisou de três projetores e três quadros que trabalhavam simultaneamente para criar uma tela maior (4:1 ou 3 de 1.33:1).

Tudo isso porque o diretor achava que o final do filme não teria o impacto apropriado em uma tela menor. Os cineastas americanos começaram a experimentar o formato widescreen a partir de 1929, mas ele só deslanchou com o lançamento do CinemaScope, em 1953. 

Hoje, lidamos com telas nos mais diversos formatos, e a indústria do jornalismo e entretenimento tem os mais diferentes recursos para contar histórias. Vivemos em uma verdadeira profusão de imagens, o que torna o desafio de prender a atenção do espectador ainda maior.

Por isso, há alguns meses, grandes empresas têm se empenhado na tarefa de potencializar as imagens, tornando-as mais interativas. Neste cenário, surgiu o Google Sphere e a onda de apps que se propõem a tirar fotos em 360º.

Quer saber como usar o recurso para cativar o seu público? Veja as nossas dicas!

O que é o Google Sphere?

Em 2014, o Google lançava a primeira versão do Photo Sphere Camera, que permitia criar imagens panorâmicas em 360 graus e disponibilizá-las no Google Maps. 

Basicamente, o Photo Sphere é como uma versão portátil do Google Street View: o aplicativo permite que o usuário faça uma imagem panorâmica em torno de si mesmo.

Você fica em um ponto, aperta o botão para capturar a imagem e segue os pontos virtuais que aparecerem na tela. Dessa forma, você rotaciona a câmera ao seu redor, capturando cada um dos pontos azuis, até ter uma imagem 360 graus. O aplicativo, então, cuida de interligar as imagens. 

É possível escolher entre deixar as imagens privadas ou públicas. A primeira opção é melhor para quem deseja disponibilizar capturas de uma propriedade particular para parentes ou amigos. 

Caso o registro seja de interesse público, é possível compartilhar o conteúdo no Views e no Google Maps. A função é especialmente interessante para quem tem um negócio cadastrado no Maps. 

O Google não manteve o Photo Sphere como uma ferramenta exclusiva para os smartphones Android, para ajudar a enriquecer o conteúdo do Google Maps. Por isso, quem usa iOS também pode usufruir do recurso.

Como tirar fotos em 360º com o Google Sphere?

Usar o Google Sphere é mais simples do que se imagina! Confira o passo a passo!

1. Para usar o Photo Sphere no Android, basta baixar o app Google Camera. Assim que você abrir o aplicativo, verá o recurso para fazer cliques sequenciais na tela inicial.

O Photo Sphere também pode ser acessado através do aplicativo homônimo, que está disponível para Android ou iOS. 

2. Evite movimentos rápidos, para que não haja borrões na imagem. Siga o ângulo de 360º da base até o topo do cenário. Para isso, basta girar o celular e encaixar nos pontos focais indicados. 

3. O aplicativo se encarregará de reunir as fotos. A imagem pronta pode ser enviada para o computador.

4. Acesse o site do Views e clique no botão com sinal de uma câmera com “+” no topo (canto direito superior).

5. Envie a foto. Após o upload ser finalizado, clique em “Selecionar”.

6. Escreva um título para a foto. Verifique se a localização está embutida no registro.

7. Publique!

8. O aplicativo mandará uma notificação quando a imagem for enviada. Após ser publicada no Views, a imagem será analisada pelo Google Maps. Caso seja selecionada, o usuário ganha um selo de “Pública no Google Maps”, ao lado da miniatura da foto. 

Viu só como é simples usar o aplicativo? Mas como o Google Sphere pode ajudar no dia a dia do profissional de marketing? É o que vamos descobrir a seguir!

Quando usar fotos em 360º de maneira criativa?

A grande vantagem das imagens em 360º é permitir que o usuário faça um tour virtual pelo local registrado. Veja alguns exemplos de como explorar a ferramenta e destacar a sua empresa!

Na indústria do turismo e do entretenimento

Já pensou em oferecer um tour virtual para turistas que desejem conhecer a sua pousada, o seu hotel ou o seu bar? Você pode agregar imagens panorâmicas ao seu ponto no Google Maps, permitindo que os visitantes virtuais tenham uma demonstração de como é o seu ponto turístico.

As imagens panorâmicas também têm sido usadas com sucesso pela indústria do entretenimento. Em junho deste ano, Paul McCartney trouxe um pouquinho da alegria de seu show em uma postagem interativa no Facebook

Para mostrar o seu ponto comercial

Não seria incrível conhecer uma loja, um atelier ou um escritório antes de contratar os seus serviços? A sede do Google em Belo Horizonte, por exemplo, permite conhecermos um pouquinho de como é o seu interior através de uma imagem em 360º.

Já o Campus São Paulo da empresa oferece a possibilidade de conhecer não só o interior, mas também a vista externa, garantindo que você não fique perdido ao fazer uma visita! 

É possível postar fotos em 360 graus no Facebook? 

Enquanto buscava atualizações de seus amigos e marcas favoritas, já se deparou com fotos interativas? A estratégia foi utilizada pela Création Visite Virtuelle, que criou um “Procurando Wally” interativo. Para fazer postagens semelhantes, você não precisa de uma câmera especial. 

O novo recurso oferecido pelo Facebook para compartilhar fotos em 360º funciona com celulares mais novos, mas outros dispositivos também permitem usufruir do serviço com o Google Camera. O upload da imagem em panorama é feito da mesma forma que as fotos comuns. 

Após fazer o upload, o Facebook converte a imagem, tornando-a interativa. Assim, basta clicar e arrastar a foto para observá-la com mais detalhes. A NASA já permite que seus seguidores naveguem por uma estação espacial pelo Facebook. Aproveite!

Sprayscape: a possibilidade de montar imagens interativas sem compromisso

Ainda em fase de testes, o Sprayscape permite que o usuário monte, de maneira rápida e fácil, fotos em 360 graus. A seleção do que será inserido na imagem funciona como uma espécie de spray e o usuário não tem a obrigação de seguir ângulos certos.

O aplicativo é outra opção para a montagem de imagens interativas e tem um caráter mais despojado. No vídeo de lançamento, por exemplo, o Google mostra o exemplo de alguém que monta uma imagem que vai de um pedaço de pizza ao rosto de alguém saboreando o prato. 

Viu só como tirar fotos em 360º é simples e pode alavancar a imagem de sua empresa no Google Maps e nas redes sociais? Se você tem alguma dúvida sobre como usar fotos panorâmicas em seu negócio, comente abaixo! Quem sabe a sua dúvida não vira pauta aqui no blog?

 


Comentários