Todo empreendedor busca maneiras de aumentar as vendas do seu negócio. Para isso, investem nas estratégias de marketing digital — como criação de conteúdos relevantes, presença nas redes sociais, otimização do site etc. Porém, uma estratégia que gera um excelente engajamento do público é fazer vídeos.

Os vídeos aumentam o engajamento e permitem detalhar mais os produtos. Entretanto, algumas empresas não sabem que é possível fazer um bom vídeo com verba curta, sem gastar muito, e acabam não considerando essa possibilidade por imaginar que demanda um alto investimento.

Se essa também é a ideia que você tem, é melhor acompanhar este artigo. Você vai descobrir novas possibilidades sobre o tema!

Como fazer vídeos com baixo investimento?

Para que você consiga produzir um bom vídeo com verba curta, separamos 7 dicas fundamentais:

1. Tenha um roteiro

Se você deseja produzir um bom vídeo, que passe as informações necessárias de forma clara e que não tome tempo e dinheiro além do necessário, planejamento é tudo!

No roteiro, você planejará todos os passos do seu vídeo. Insira nele cada:

  • cena;
  • fala;
  • movimentação da câmera;
  • efeito visual ou sonoro.

Durante a gravação, você e sua equipe podem ter ideias melhores e adicioná-las ao vídeo. Mas é importante ter o máximo de informações planejadas, para conseguir economizar tempo e dinheiro.

Lembre-se de passar esse roteiro para todos os envolvidos.

2. Escolha um lugar adequado

O local das filmagens representa bastante na qualidade de uma produção. Mesmo não tendo um estúdio próprio — com iluminação ideal e isolado de ruídos externos —, é possível produzir um bom vídeo.

Você deve buscar um lugar que seja tranquilo, com:

  • ausência de pessoas ao fundo;
  • silêncio suficiente, sem muitos ruídos que atrapalhem as gravações;
  • boa iluminação.

É importante também avaliar se o local comporta todos os equipamentos e atores. Essa análise evita que você tenha que se deslocar durante as filmagens, até mesmo evitando regravar cenas já feitas.

3. Use equipamentos que você conheça

Uma câmera profissional tem diversas utilidades que um equipamento mais modesto não apresenta. Porém, se você não sabe como operá-la, é melhor contar com uma mais simples!

Deixe o aprendizado para outro momento e se concentre nos equipamentos que você conhece e domina.

4. Dedique tempo para as gravações

No roteiro, designe um tempo para cada cena. Tenha certeza de que ele será exclusivo para a gravação e alinhe esse ponto com toda a equipe.

Você não vai querer parar a produção para fazer outra atividade e depois voltar, com todo equipamento e pessoas.

5. Escolha um programa de edição

Uma etapa que pode exigir mais tempo é a edição dos vídeos. A dica é analisar os arquivos gerados e separar aqueles que realmente serão utilizados. Depois disso, escolha um bom programa de edição, para deixar cada cena conforme desejado.

Novamente, o roteiro será um aliado. Utilize-o durante a edição, para garantir que todos pontos planejados estão contidos nas gravações.

6. Avalie o áudio da gravação

O áudio é um item importante para o vídeo. Dependendo do tema, ele pode ser até mais impactante que o visual — é o caso de videoaulas, por exemplo.

Os celulares não têm boa captação de áudio, mas você pode fazer o teste e melhorar na edição posterior.

O ideal seria investir em um microfone de lapela. Nesse caso, vale analisar o orçamento e objetivo do vídeo.

7. Importe-se mais com o conteúdo

Não importa se foram utilizados equipamentos sofisticados ou se a gravação foi econômica. O que importa é o conteúdo, como aquela produção será útil ao público-alvo, portanto, mantenha o foco no que interessa!

É possível fazer um vídeo com uma verba curta?

Sim! Vimos, no nosso artigo, que é totalmente possível fazer um bom vídeo com verba curta.

Seguindo as dicas acima, você vai conseguir um bom resultado sem que tenha gastos extraordinários, acima de seu limite orçamentário.

Gostou do conteúdo sobre como fazer um bom vídeo com verba curta? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

assine a newsletter

Comentários