Os avanços tecnológicos contribuem em todos os aspectos da atividade empresarial, inclusive no relacionamento com os clientes. Hoje, graças às diversas mídias digitais, não existem mais barreiras físicas para estabelecer contato, fato que potencializou o alcance das campanhas de comunicação. Porém, sem as métricas de marketing digital para acompanhar a repercussão de cada ação, o empreendedor corre o risco de apostar em projetos mal sucedidos.

Pensando nisso, elaboramos um post com 7 métricas indispensáveis para saber o real efeito de suas estratégias. Acompanhe!

Qual a importância de medir o alcance das suas ações de marketing?

O trabalho de marketing digital modificou o jeito das empresas interagirem com o seu público e por trás dele existe todo um planejamento a fim de que renda bons resultados.

Entretanto, o fato de identificar os melhores canais de comunicação não significa que, ao executar a proposta, ela será bem-sucedida. Fazer uso de algumas métricas é essencial para saber efetivamente a receptividade de suas campanhas; continuando, assim, na direção certa e otimizando o que precisa ser melhorado.

De que adianta investir pesado em marketing e não conhecer qual a aceitação que ele vem tendo no mercado? Acompanhar de perto os pontos positivos e negativos de cada ação, portanto, contribui na economia de esforços e dinheiro.

Quais as principais métricas de marketing digital?

1. ROI — Retorno sobre Investimento

O intuito das ações de marketing de qualquer negócio é aumentar as suas receitas. O retorno sobre investimento é uma das métricas mais importantes para demonstrar se os recursos estão sendo empregados no lugar certo. A função do ROI, portanto, se traduz no cálculo dos lucros que o investimento no marketing digital tem trazido aos caixas do empreendimento.

Seu resultado pode ser encontrado com uma simples operação matemática — basta subtrair os ganhos dos valores empregados e depois dividir por esta quantia.

A título de exemplo, suponhamos que você investiu R$ 4.000,00 (quatro mil reais) em campanhas de marketing e obteve rendimentos de R$ 18.000,00 (dezoito mil reais). Então, para saber se realmente valeu a pena, usamos a seguinte conta:

ROI = 18.000 – 4.000/ 18.000

ROI = 14.000/ 18.000

ROI = 0,77

Dessa forma, podemos concluir que o retorno sobre investimento foi de 77% (setenta e sete por cento).

2. CAC — Custo de aquisição por cliente

O custo de aquisição por cliente é o método utilizado na finalidade de descobrir quanto precisa ser gasto para conseguir um novo consumidor. Algumas empresas têm uma carteira de clientes extensa, mas nem sempre isso é sinônimo de aumento no faturamento. Se o CAC estiver consumindo mais dinheiro que deveria, existem sérias chances de o negócio fracassar.

Logo, somando todas as despesas que você teve em marketing durante um período específico e dividindo pelo número de compradores conquistados nesse mesmo tempo, é possível medir o CAC da sua instituição. Vejamos:

A empresa X desembolsou, num período de 3 meses, o montante de R$ 6.000,00 (seis mil reais) em práticas para angariar o público-alvo e ganhou 15 clientes. Significa que cada um deles custou R$ 400 reais; uma média de 5 novos consumidores por mês. De posse de tais informações, cabe ao empreendedor avaliar o custo-benefício.

3. CPC — Custo por clique

O custo por clique é o critério empregado para medir o quanto a empresa paga para que cada pessoa acesse seu anúncio. O mais interessante é que o resultado pode ser conhecido antes da publicidade ir ao ar. As plataformas têm seus próprios sistemas de aferição.

Muitas delas, a exemplo do Google AdWords, estipulam o preço de acordo com a palavra-chave escolhida, ou seja, se a keyword é muito concorrida, o clique do seu anúncio consequentemente será mais caro.

4. CPL — Custo por lead

Antes de chegar no momento de decisão, um longo caminho é percorrido para atrair as pessoas e mostrar que o seu negócio tem a solução que elas precisam. Neste sentido, o propósito das estratégias de marketing somente será efetivo com a produção de conteúdos de qualidade.

Segmentar o público, planejar, executar as ações que se encaixem ao perfil consumidor, tudo isso envolve custos e o objetivo do CPL é justamente expressar os valores gastos para transformar leads em vendas.

5. Taxa de conversão

Conversões, dentro do universo do marketing digital, representam cada progresso que um visitante dá em direção a tornar-se cliente. A taxa de conversão serve para calcular a porcentagem de vendas concluídas, se originaram do contato com uma prática de marketing. O objetivo é saber se as metas foram atingidas ou não.

6. Taxa de rejeição ou Bounce Rate

A taxa de rejeição é um mecanismo muito útil para avaliar a qualidade do material de marketing produzido para o site e demais plataformas da sua empresa. Ela busca demonstrar a quantidade de usuários que chegaram até sua página por meio de um link e saíram logo após esse primeiro contato.

Esta métrica é de grande importância, pois o Google se vale dela como critério para ranqueamento dos sites nos mecanismos de busca. Isto é: quanto mais relevantes forem os conteúdos, maior a probabilidade da página aparecer no topo das pesquisas.

Para um resultado mais preciso, o ideal é que o Bounce Rate seja usado em conjunto com outras taxas — que mensurem o número de cliques, o tempo de permanência dos visitantes e quantos deles retornaram a sua página.

7. NPS – Net Promoter Score

O sucesso de qualquer negócio depende da satisfação que ele é capaz de gerar ao seu público e não é difícil entender o porquê: quando um produto ou serviço agrada determinado cliente, certamente ele o recomendará a mais pessoas. Neste contexto, a intenção do NPS é exatamente medir esse nível de contento, o engajamento dos consumidores com a marca.

Atualmente, o hábito de pesquisar a opinião de outros usuários tem aumentado consideravelmente. É comum, por exemplo, que antes de alguma viagem as pessoas busquem informações sobre as notas dadas aos hotéis em sites específicos, as críticas feitas por outros clientes etc. No Net Promoter Score, com a ajuda dos softwares, a própria empresa procura descobrir, em uma escala de 0 a 10, as chances de ser indicada a novos consumidores.

Como vimos, são muitas as opções de métricas de marketing digital, mas apesar disso, não há uma melhor que a outra. O ideal é reconhecer aquelas que melhor se encaixam ao seu modelo de negócio e utilizá-las em conjunto.

Quer aprender como aplicar todas essas ferramentas corretamente e alavancar o seu negócio? Então entre em contato com a Carratu Publicidade e confira as soluções que a empresa tem a lhe oferecer!

Comentários